Dúvidas Comuns

Considerando as informações acerca do Covid-19 na gravidez, eu terei consulta no hospital na próxima semana, é necessário alguma precaução em especial (uso máscara, ...)? Quais os cuidados que devo de ter?

“ As grávidas devem ter cuidados de prevenção, investigação e diagnóstico semelhantes aos da restante população portuguesa. As grávidas com COVID-19 assintomáticas ou com queixas ligeiras devem manter a sua vigilância habitual. Se necessário internamento, este deverá ser em isolamento.”

Pode consultar mais informações no site oficial da DGS aqui.

- Respondido a 18/03/2020  por Dr.ª Cátia Gonçalves, Médica e autora do Blog Era Uma Vez

A DGS não tem nenhum parecer sobre a separação da mãe recém-nascido durante os 14 dias?

O “ contacto pele a pele está desaconselhado.”

“A separação mãe-filho após o parto é um assunto controverso, pois ao risco de contágio de recém-nascido opõem-se as vantagens da ligação e amamentação precoces. É necessário que as instituições de saúde tomem decisões individualizadas, tendo em conta a vontade da mãe, as instalações disponíveis no hospital e a disponibilidade das equipas de saúde. Não havendo separação mãe-filho, a mãe deve lavar cuidadosamente as mãos e colocar a máscara cirúrgica antes de todos os contactos com o recém-nascido.”

Amamentação na mãe infetada: decidido caso a caso
”Não existe evidência sustentada de risco de transmissão viral através do leite materno, pelo que em situações de separação mãe-filho, está recomendada a extração do leite com bomba e o seu desperdício até a mãe ter dois testes negativos. Esta recomendação não dispensa a avaliação médica caso a caso e a necessidade de ter em consideração a evolução da literatura científica.”

Por seu lado a OMS defende a amamentação e não recomenda o desperdício do leite materno extraído por bomba. Acredito que esta recomendação da DGS venha a ser atualizada dado que na mesma norma há informação controversa.

- Respondido a 18/03/2020 por Dr.ª Cátia Gonçalves, Médica e autora do Blog Era Uma Vez

Como podemos continuar a ter a visitas dos avós no estado actual em que se vive? ​Que tipos de cuidados podemos ter?

Nesta fase em que estamos atualmente, os cuidados a ter deverão ser os recomendados pela DGS. Assim, já será possível ter visitas de familiares próximos com as devidas regras de etiqueta respiratória, ou seja: máscara, lavagem de mãos e desinfeção frequente, não colocar as mãos na cara. Relembrar que as visitas estão interditas a qualquer pessoa que esteja com algum sintoma respiratório (tosse, pingo no nariz, febre, constipação ou outro semelhante).

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

Como garantir a segurança com visitas em tempo de Covid-19?

Nesta fase em que estamos atualmente, os cuidados a ter deverão ser os recomendados pela DGS. Assim, já será possível ter visitas de familiares próximos com as devidas regras de etiqueta respiratória, ou seja: máscara, lavagem de mãos e desinfeção frequente, não colocar as mãos na cara.
Relembrar que as visitas estão interditas a qualquer pessoa que esteja com algum sintoma respiratório (tosse, pingo no nariz, febre, constipação ou outro semelhante).

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

Por quanto tempo se podem guardar as Células Estaminais?

A Crioestaminal armazena as células estaminais durante 25 anos, por ser o período em que comprovadamente as células estaminais do cordão umbilical mantêm a sua viabilidade. Sabemos que as amostras permanecem viáveis pelo menos até 25 anos através de testes efetuados a unidades de sangue do cordão armazenadas há períodos equivalentes. No entanto, teoricamente, as células criopreservadas a −196ºC podem ser conservadas indefinidamente sem perderem as suas propriedades. Por exemplo, na área da fertilidade, há um longo historial de criopreservação de células reprodutoras, o que indica que as células e tecidos criopreservados conservam as suas propriedades e viabilidade mesmo passado décadas. A temperaturas tão negativas, não há qualquer atividade celular, pelo que as células não envelhecem, é como se estivessem “paradas no tempo”.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Há crianças tratadas em Portugal?

Sim, a Crioestaminal foi o primeiro Banco de células do cordão umbilical em Portugal a disponibilizar uma amostra para tratamento, em 2007. O transplante decorreu no IPO do Porto, para o tratamento de uma criança com Imunodeficiência Combinada Severa, que hoje em dia se encontra totalmente recuperada e livre de doença. São já 10 as crianças portuguesas que beneficiaram de tratamentos com amostras guardadas na Crioestaminal. Conheça estas famílias nosso site aqui.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

As Células Estaminais só podem ser usadas em irmãos?

Em determinadas circunstâncias, as células do próprio não devem ser utilizadas, por já serem portadoras da alteração que causa a doença. Nesses casos, a utilização das células de um irmão saudável e compatível apresenta resultados muito favoráveis, nomeadamente comparativamente aos que se obtêm utilizando células de um dador não relacionado. Noutras situações, é possível a utilização das células estaminais do próprio. Neste caso, o perfil de segurança do tratamento é ainda maior, uma vez que as células do próprio são 100% compatíveis consigo mesmo. A maior parte das amostras libertadas pela Crioestaminal foram utilizadas para tratar crianças com as suas próprias células, para doenças como leucemia mieloide aguda, anemia aplástica severa, paralisia cerebral e autismo. Num dos casos (imunodeficiência combinada severa) foi utilizada uma amostra entre irmãos compatíveis. A maior probabilidade de compatibilidade é, de facto, entre irmãos, filhos dos mesmos progenitores, sendo esta de 25%. No entanto, apesar da probabilidade ser baixa, em alguns casos a utilização de amostras de sangue do cordão umbilical poderá ser possível noutro familiar, por exemplo num dos progenitores.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Já há casos de tratamentos com células estaminais em Portugal com as células dos irmãos?

Sim, em Portugal, já foram realizados tratamentos com Células Estaminais de irmãos compatíveis. A Crioestaminal libertou uma amostra para utilização entre irmãos, em 2007, para o tratamento de Imunodeficiência Combinada Severa. O transplante foi realizado no IPO do Porto. Poderá consultar mais informações sobre este caso aqui

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

As células guardadas são usadas unicamente no caso de necessidade da própria família ou caso haja compatibilidade com outra criança a nossa amostra é usada?

Ao guardar as células estaminais do cordão umbilical do(s) seu(s) bebé(s) no banco familiar Crioestaminal, está a guardar as células estaminais unicamente para eventuais necessidades terapêuticas do(s) próprio(s) ou de familiares compatíveis.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Há casos de sucesso de utilização do tecido do cordão?

As células do tecido podem ser utilizadas em co-transplantação com células estaminais do sangue e há vários ensaios clínicos a decorrer.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

As células podem ser utilizadas no pai?

As células do sangue do cordão umbilical são 100% compatíveis com o próprio e têm 25% de probabilidade de serem totalmente compatíveis com um irmão, filho dos mesmo progenitores. A possibilidade de ser compatível com o pai ou com a mãe existe, embora a probabilidade seja baixa. Ainda assim, já houve casos de transplantação de sangue do cordão umbilical para um dos progenitores.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

As amostras podem ser usadas apenas uma vez ou poderão ser usadas mais vezes?

O número de Células Estaminais necessário para um tratamento depende, essencialmente, do peso da pessoa a quem se destina. Em regra, cada amostra é usada na totalidade de uma só vez. No entanto, na Crioestaminal, já houve casos de utilização em que a amostra armazenada foi utilizada por várias vezes. Esta decisão cabe à equipa clínica responsável pelo tratamento.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

É verdade que a quantidade de células guardadas só dão para usar até um certo peso?

A quantidade de células necessárias para tratamento depende, essencialmente, do peso da pessoa a quem se destina. Cada amostra é única e contém um número de células estaminais diferente. Algumas amostras menos concentradas poderão não ser adequadas para transplantar um indivíduo com elevado peso corporal. No entanto, já há estratégias para ultrapassar esta condicionante, como a utilização simultânea de duas amostras de sangue do cordão umbilical, já implementada na prática clínica, ou outras, como a multiplicação das células em laboratório, atualmente a ser avaliada em ensaios clínicos, com resultados preliminares muito favoráveis.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

As crianças que foram tratadas com Células Estaminais e estão em remissão significa que estão curadas?

As crianças que foram tratadas com Células Estaminais e que estão atualmente em remissão, estão livres da doença. Conheça o mais recente caso do Henrique, um menino de 4 anos, diagnosticado com anemia aplástica severa, que foi tratado com as suas células estaminais do sangue do cordão umbilical, guardadas na Crioestaminal, encontrando-se hoje livre da doença.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Qual é em média a taxa de sucesso caso sejam utilizadas as células?

As taxas de sucesso dos transplantes de sangue do cordão umbilical são semelhantes às dos transplantes de medula óssea, com a vantagem de se registarem menos casos de doença do enxerto contra hospedeiro e, nos casos em que tal acontece, a gravidade desta doença ser inferior. Estes dados resultam de vários estudos publicados em que é feita a comparação entre os dois tipos de transplantes. Por este motivo, o sangue do cordão umbilical tem sido considerado como uma alternativa viável ao uso de medula óssea em transplantes hematopoiéticos (transplantes de células estaminais e progenitoras hematopoiéticas, capazes de dar origem às células do sangue e sistema imunitário) para o tratamento de doenças do foro hemato-oncológico.
As amostras libertadas pela Crioestaminal permitiram a cura ou remissão da doença, quando usadas em contexto hemato-oncológico (por exemplo para o tratamento de anemia aplástica severa e imunodeficiência combinada severa), bem como a melhoria da qualidade de vida das crianças, quando utilizadas, por exemplo, para o tratamento de paralisia cerebral.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Ao guardar as células estaminais pode tratar a diabetes e outras doenças?

O sangue do cordão umbilical estabeleceu-se, nos últimos 30 anos, como uma alternativa à medula óssea, tendo sido já utilizado em mais de 45.000 transplantes hematopoiéticos. Para além das aplicações tradicionais, em contexto hemato-oncológico, o sangue do cordão umbilical está a ser testado para o tratamento de outras doenças. O número de novas aplicações do sangue do cordão umbilical em estudo tem aumentado ao longo dos anos, tendo já sido tratados mais de 800 doentes no âmbito de ensaios clínicos. A grande maioria dos ensaios em curso utiliza células autólogas (do próprio), minimizando os riscos de rejeição e de doença do enxerto contra o hospedeiro e aumentando a segurança do tratamento. Um dos avanços mais importantes na área da medicina regenerativa com sangue do cordão umbilical, nos últimos anos, foi a descoberta de que a administração de sangue do cordão umbilical a crianças com doenças do foro neurológico, como paralisia cerebral e autismo, é segura e está associada a uma atenuação dos sintomas. Continuam a decorrer estudos para avaliar a eficácia do tratamento com sangue do cordão umbilical em doenças neurológicas, diabetes, perda auditiva, entre outras.
Poderá consultar aqui a lista completa de doenças tratáveis.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Calculo que algumas dessas doenças sejam genéticas pelo que as células do próprio não poderiam ser usadas no tratamento, correcto? Se assim for, das 80 doenças quantas doenças é que podem recorrer ao uso das próprias células? Tem informação do número? Porque como foi dado o número de 80, acho que também faria sentido dizer o número das doenças em que as próprias células também podem ser usadas.

Em caso de doença genética à nascença, as células do próprio não devem ser utilizadas para o tratamento dessa doença, por já serem portadoras da alteração que causa a doença. ​Mas existem outras doenças que surgem mais tarde, para o tratamento das quais poderão ser uma opção. Cada caso terá de ser depois avaliado individualmente. Por exemplo, tumores sólidos, como neuroblastomas dá para utilizar as células da própria criança.
O ano passado o Henrique, um menino de 4 anos, com anemia aplástica severa, foi tratado com as suas células estaminais do sangue do cordão umbilical, guardadas na Crioestaminal no IPO de Lisboa. Também tivemos uma criança com uma leucemia mielóide aguda que utilizou as suas próprias células e várias crianças com paralisia cerebral e autismo que também utilizaram as suas próprias células no âmbito de ensaios clínicos.
Hoje em dia, são já mais de 80 as doenças em cujo tratamento podem ser utilizadas células estaminais do sangue do cordão umbilical: em 5 das quais já foram utilizadas as células estaminais do próprio, nomeadamente deficiências medulares e tumores sólidos; a utilização autóloga faz-se geralmente em doenças que não estão presentes à nascença, mas que são adquiridas ao longo da vida. Nas restantes doenças foram feitos transplantes com células de dadores familiares e não relacionados, por exemplo, leucemias ou doenças metabólicas; estas doenças estão normalmente relacionadas com uma deficiência genética, isto é, são de nascença.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

As Células Estaminais não podem ser usadas caso exista uma doença genética?

Em caso de doença genética presente à nascença, as células do próprio não devem ser utilizadas para o tratamento dessa doença, por já serem portadoras da alteração que causa a doença. Todavia, existem doenças que surgem mais tarde, ao longo da vida, em que a utilização das células do próprio pode ser uma opção. A maioria das amostras libertadas pela Crioestaminal foi utilizada para tratar crianças com as suas próprias células, para doenças como leucemia mieloide aguda, anemia aplástica severa, paralisia cerebral e autismo.


O tecido e sangue ficam logo disponíveis para usar em caso de necessidade?

As células aos estarem criopreservadas ficam automaticamente disponíveis para utilização.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Fiz a recolha do meu primeiro filho mas só conseguiram guardar o tecido do cordão umbilical. Agora estou novamente grávida se fizer a recolha do sangue do cordão umbilical neste bebé dá para usar para os dois?

As células estaminais do cordão umbilical do(s) seu(s) bebé(s) guardadas na Crioestaminal podem ser úteis para eventuais necessidades terapêuticas do(s) próprio(s) ou de familiares compatíveis. A probabilidade de dois irmãos, filhos dos mesmos pais, serem compatíveis é de 25%. Se os seus filhos forem compatíveis, será possível utilizar a amostra de um para tratar o outro, caso haja essa necessidade.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

No caso de uma dessas doenças existir, o SNS vai usar como primeira opção essas células?

Depende do protocolo de tratamento da instituição em causa para cada doença. No caso de doenças oncológicas, o procedimento habitual passa pela realização de quimioterapia e/ou radioterapia. Após esta abordagem, se for necessário realizar um transplante de células estaminais hematopoiéticas (células estaminais encontradas na medula óssea ou sangue cordão umbilical), a equipa clínica irá avaliar as opções disponíveis, que podem advir de dadores de medula óssea compatíveis ou de sangue do cordão umbilical armazenado. Ter uma amostra de sangue do cordão umbilical armazenada pode ser uma mais valia em caso de utilização autóloga (no próprio) ou num familiar compatível.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Onde se situa o laboratório da Crioestaminal?

O laboratório da Crioestaminal situa-se no Biocant Park, em Cantanhede, o maior parque biotecnológico português. Saiba mais aqui.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Até que fase da gravidez devemos tomar a decisão?

Aconselhamos os Pais a tomar esta decisão até às 30 semanas, de modo a terem consigo atempadamente o Kit de Colheita das Células Estaminais e a fazerem chegar à Crioestaminal o formulário "Questionário para avaliação clínica - Consentimento informado" e o exemplar do "Contrato de prestação de serviços" devidamente preenchidos e assinados.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

A diferença entre optar por sangue e sangue + tecido está só na capacidade de regeneração? As células estaminais do sangue também não têm essa capacidade?

As Células Estaminais presentes no tecido do cordão umbilical são diferentes das que se encontram no sangue do cordão umbilical, tendo por isso capacidades terapêuticas distintas. O sangue do cordão umbilical é enriquecido em células estaminais hematopoiéticas, semelhantes às que se encontram na medula óssea. Estas são capazes de originar células do sangue e do sistema imunitário e já foram usadas, desde 1988, em mais de 45 mil transplantes hematopoiéticos. Por sua vez, o tecido do cordão umbilical é rico noutro tipo de células estaminais, designadas células estaminais mesenquimais. Estas células possuem importantes propriedades anti-inflamatórias e regenerativas, com potencial para tratar várias doenças, nomeadamente doenças autoimunes, estando a ser testadas em mais de 170 ensaios clínicos. Veja aqui as opções.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Como posso guardar as células estaminais do meu bebé com a Crioestaminal? O que preciso fazer?

O primeiro passo é aderir ao nosso serviço de criopreservação tendo acesso ao Kit de Colheita de sangue e tecido do cordão umbilical da Crioestaminal e a um conjunto de ofertas de boas-vindas. Após receção do Kit de Colheita, o formulário "Questionário para avaliação clínica - Consentimento informado" e o exemplar do "contrato de prestação de serviços", incluídos no interior do kit, devem ser devidamente preenchidos e enviados para a Crioestaminal até 30 dias antes do parto. Entre em contacto com a Crioestaminal através do número 231 30 50 60, através do site www.crioestaminal.pt ou das redes sociais, para que possa esclarecer todas as suas questões e agendar a entrega do seu kit de colheita das Células Estaminais, necessário para dar início ao processo.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Qual o valor do kit de colheita das Células Estaminais?

A adesão ao serviço de criopreservação da Crioestaminal, inclui o kit de colheita e um conjunto de ofertas de boas vindas, nomeadamente consultas com obstetras online durante a gravidez, consultas com pediatras online durante os primeiros meses de vida do bebé e ainda uma proteção para o seu bebé no valor de 40.000€, em caso de diagnóstico de uma doença grave durante os primeiros 6 meses de vida. O kit de colheita da Crioestaminal está registado no Infarmed com o número 291892, garante uma eficácia de desinfeção 30% superior a outros kits e conta com um saco de colheita que permite recuperar até mais 10% de volume de sangue do cordão umbilical. Conheça as nossas soluções e preços aqui.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Como podemos ter acesso aos valores a pagar?

Os valores dos nossos serviços de criopreservação quer de sangue quer de sangue e tecido do cordão umbilical estão disponíveis no nosso site aqui. Poderá ainda entrar em contacto connosco através do número 231 30 50 60 ou do e-mail info@crioestaminal.pt.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Quais as formas de pagamento possíveis para a recolha das células estaminais?

Para facilitar o acesso à criopreservação hoje existem formas de pagamento mais acessíveis, com recurso a anuidades ou pagamento faseado. Saiba mais aqui.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

É possível pagar de forma faseada?

Sim, a Criopreservação está disponível a valores acessíveis, sendo possível pagar em pagamentos faseados. Para mais informações, contacte-nos através do número 231 30 50 60 ou do e-mail info@crioestaminal.pt.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Independentemente da escolha entre recolha de células estaminais do sangue e sangue e tecido o valor é igual?

Não, os valores são diferentes. Encontram-se disponíveis para consulta no nosso site aqui. Também poderá entrar em contacto através do 231 30 50 60 ou do info@crioestaminal.pt.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

​E se a amostra não for bem colhida durante o parto? Ou se for contaminada?

Todas as amostras são sujeitas a um elevado controlo de qualidade e só se cumprirem todos esses critérios são armazenadas e cobrado o respectivo valor da criopreservação.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

O que acontecerá se a Crioestaminal entrar numa situação de insolvência?

Nessa situação é acionado o acordo com o nosso banco de Backup, que é um banco responsável por manter o armazenamento das amostras, mantendo tudo o que foi contratado com a Crioestaminal. Trata-se de um acordo já predefinido e para o qual o nosso banco de backup também está em constante avaliação para garantir esta capacidade.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Este serviço também está disponível em Espanha? Uma vez que vivo e terei o Bebé em Espanha.

O Grupo ao qual a Crioestaminal pertence tem um laboratório em Espanha, conheça todos os detalhes aqui

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Caso decida um corte de cordão tardio, que implicações na qualidade na recolha? Deve ser evitado esse corte tardio?

Mesmo fazendo o corte tardio do cordão umbilical, é possível fazer a colheita de sangue do cordão umbilical para criopreservação. O que recomendamos é que, logo após a “clampagem” do cordão umbilical, para a qual os profissionais de saúde têm orientações, seja colhido o maior volume de sangue possível, no sentido de maximizar a quantidade de células estaminais do sangue do cordão umbilical armazenadas e uma maior probabilidade de sucesso de um eventual tratamento.
Quanto ao tecido do cordão umbilical, não irá impactar em nada a qualidade e quantidade de amostra recolhida.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Pode-se fazer criopreservação das células estaminais de bebés prematuros?

Sim é possível, a não ser que interfira com o desenrolar do parto e com os cuidados a prestar ao recém-nascido e à mãe, que são sempre prioritários. Há alguns estudos que sugerem que, em determinadas circunstâncias, a utilização destas células em bebés prematuros pode trazer benefícios.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Tenho informação que já não são feitas colheitas para o Banco Público?

A atividade do Banco Público em Portugal, tal como atividades de outros organismos que não apresentam carácter urgente e imediato foram temporariamente suspensas. Com esta medida, é possível alocar os recursos humanos e físicos do Banco Público ao combate à pandemia. É uma questão estratégica definida pelos organismos do estado, nada implica na atividade dos bancos familiares.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Que quantidade de sangue e tecido é recolhida?

Como a regra de ouro é quanto mais células estaminais melhor será o sucesso do transplante, no parto será recolhido a maior volume de sangue de cordão umbilical possível.
Caso a amostra não tenha volume/uma quantidade mínima que permita armazenar a amostra, visando a utilização futura, a mesma não será criopreservada e o serviço não é cobrado aos pais.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

É possível fazer a recolha em qualquer hospital?

Sim, todos os blocos de parto privados e públicos recolhem células estaminais. Apenas devem fazer-se acompanhar com o Kit de colheita para que a equipa possa recolher estas amostras.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

A colheita pode ser feita em hospitais públicos? Quem faz a colheita no hospital? E como é o transporte para armazenamento no laboratório?

Esta colheita pode ser realizada quer em hospitais públicos, como privados. A recolha é assegurada pelos profissionais que realizam o parto, enfermeiros ou médicos. O transporte da amostra é realizado por uma empresa especializada no transporte de amostras biológicas, sendo recolhida no internamento do hospital e transportada segundo os critérios exigidos. O pedido de recolha da amostra deve ser realizado pelo acompanhante da grávida ou pela recém mamã. De forma a informar que o parto já decorreu. A Crioestaminal encarregar-se-á da restante coordenação.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Todos os técnicos das maternidades estão aptos para fazer essa recolha?

Sim, todos os médicos e enfermeiros parteiros estão aptos para fazer a colheita das células estaminais no dia do parto. Os pais apenas têm de levar o kit da Crioestaminal, no dia do parto, e informar a equipa que for realizar o parto, de modo a eles poderem preparar tudo para a colheita

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Com o Covid-19 é seguro este procedimento? Mesmo se a mãe for positiva para Covid-19?

Sim, todos os médicos e enfermeiros parteiros estão aptos para fazer a colheita das Células estaminais no dia do parto. Os pais apenas têm de levar o kit da Crioestaminal, no dia do parto, e informar a equipa que for realizar o parto, de modo a eles poderem preparar tudo para a colheita.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Hoje em dia dadas as restrições devido ao Covid-19 como é possivel entregar o Kit após colheita?

O kit é recolhido no hospital com as devidas medidas de segurança e recomendações da DGS. Para que possa usufruir do serviço mesmo na situação atual.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

E se o Bebé der depois positivo para Covid-19? É feito algum teste? Ou melhor, os testes efetuados às amostras também contemplam o do Covid-19?

Havendo essa indicação, a Diretora médica da Crioestaminal irá agir em conformidade, pedindo que seja feito o teste para despiste do novo coronavírus às amostras colhidas.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Se a amostra não for viavel por poder ter Covid-19 o valor não será cobrado, correto?

Se a amostra estiver contaminada com o novo coronavírus, a amostra não será guardada e o valor da criopreservação não será cobrado aos pais.
Não há evidências de transmissão mãe-filho de COVID-19 em mulheres grávidas que desenvolvem pneumonia por COVID-19 no terceiro trimestre. Num estudo publicado, recentemente, no prestigiado jornal The Lancet amostras de líquido amniótico, sangue do cordão umbilical, esfregaço da garganta neonatal e leite materno de seis recém-nascidos foram testadas para COVID-19, e todos os resultados foram negativos. Entretanto um estudo publicado no American Journal of Obstetrics and Gynecology reforça as conclusões do primeiro. Assim, até ao momento, não há qualquer evidência de que ainda que as mães estejam infetadas com COVID-19 as amostras de sangue do cordão umbilical estejam contaminadas com este vírus. Dito de outro modo, de acordo com o conhecimento atual, não é provável que o sangue do cordão umbilical de mães infetadas com COVID-19 seja contaminado com COVID-19.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Como garantem o funcionamento do Laboratório? Têm colaboradores para o processamento das amostras?

A Crioestaminal implementou um plano de contingência no passado dia 9 de março, o qual entre muitas outras medidas prevê a divisão das suas equipas em grupos de trabalho. Estes grupos exercem as suas funções de modo alternado e em locais distintos, por forma a reduzirmos o impacto de eventuais períodos de quarentena e o risco de contágio organizacional, garantindo assim a manutenção da nossa atividade laboratorial.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

A vossa atividade pode ficar limitada por falta de recursos físicos nomeadamente Kits, reagentes, ou outro material laboratorial?

Precavimos essa possibilidade, tendo começado a reforçar o nosso stock em fevereiro. Neste momento, no que respeita a recursos físicos conseguimos manter a nossa atividade até ao final do ano.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Com a pandemia Covid-19 as colheitas estão proibidas em Portugal?

Não, as colheitas mantém-se, a DGS não definiu qualquer limitação quanto às colheitas. O que está a ser feito é um reforço das medidas de biovigilância para avaliação do risco na criopreservação das amostras (ex: todas as mães irão receber um email 60 dias após o parto, questionando se a mãe e/ou o bebé foram diagnosticados com infeção por Coronavírus).

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Se tiverem que fechar o laboratório o que acontece ao processamento das amostras?

Com as medidas de prevenção implementadas no âmbito do nosso plano de contingência, temos os recursos necessários para assegurar as atividades de processamento e criopreservação de amostras inadiáveis. Caso por motivos de força maior que saem do nosso controlo, por exemplo, se por ordem do Governo nos virmos forçados a interromper a atividade, iremos informar antecipadamente os nossos clientes, dentro do possível.

- Respondido por Crioestaminal, líder em Células Estaminais

Qual o nome do gel mais indicado para higiene íntima na gravidez?

O nome do gel para lavagem íntima mais adequado ao período da gravidez é o Lactacyd Pharma Antisséptico.

- Respondido por Lactacyd

Qual o pH do produto para higiene íntima?

Dentro da linha D’AVEIA Cuidado íntimo, existem dois produtos ideias para a higiene íntima da mulher adulta: D’AVEIA Ginecológico e D’AVEIA Ginecológico Calmante. D’AVEIA Ginecológico é uma emulsão fluida com agentes de limpeza suaves, para uma higiene íntima suave e delicada, para uso diário. Tem um pH ligeiramente ácido, idêntico ao pH fisiológico da zona íntima da mulher na idade fértil, inclusivamente na gravidez e pós-parto.Contém os ingredientes base da linha D’AVEIA: Aveia coloidal, que lava por um mecanismos físico que remove a sujidade sem alterar a proteção natural da pele, possuindo ainda ação hidratante e emoliente. Contém também arroz, com propriedades hidratantes, emolientes , protetoras e antioxidantes. Testes dermatológicos comprovam que não altera o pH fisiológico, mantém o equilíbrio fisiológico e que é muito bem tolerado a nível da zona íntima externa.
No caso de ter sintomas de prurido, irritação, ardor ou sensação de queimadura na zona íntima externa, deve fazer a higiene íntima com D’AVEIA Ginecológico Calmante, com testes dermatológicos que comprovam que é eficaz no alívio dos sintomas de prurido, vermelhidão e sensação de queimadura na zona íntima.
Estes produtos são recomendados e seguros na gravidez, pós parto e amamentação.

- Respondido por D'AVEIA

Mesmo sem secura vaginal devemos usar um anti-aging?

Sim! Após a gravidez, no pós parto, muitas vezes é comum o aparecimento de sintomas de secura vaginal, devido à diminuição da produção de estrogénios, o que muitas vezes leva a uma perda significativa de lubrificação da zona íntima nesta fase. A secura vaginal leva também à perda de elasticidade da zona íntima e calcula-se que mais de 40% das mulheres sofram deste problema durante o pós parto e aleitamento, causando dor na relação sexual e mesmo irritação ou comichão na zona íntima. Tendo em conta esta realidade, a D’AVEIA desenvolveu 2 produtos lubrificantes anti-aging: D’AVEIA Gel íntimo Lubrificante e D’AVEIA Gel Lubrificante Monodoses.
D’AVEIA Gel Íntimo lubrificante é um gel Creme não hormonal para aplicação na zona íntima externa, não oleoso e sem cheiro, com textura e cor idêntica às secreções fisiológicas da zona íntima. Tem a capacidade de aumentar a elasticidade dos tecidos zona íntima exercendo uma ação anti-aging na mesma, devido à sua fórmula exclusiva com Ácido Hialurónico. Contém ainda os ingredientes base da linha D’AVEIA juntamente com óleos vegetais, que lhe conferem uma ação lubrificante e hidratante. Deve ser aplicado na zona externa da vagina 2 vezes por dia ou antes da relação sexual, para um efeito lubrificante imediato, evitando a dor.
D’AVEIA Gel Lubrificante Monodoses é um gel íntimo não hormonal para aplicação na zona íntima interna, translúcido e sem cheiro, com uma textura semelhante às secreções fisiológicas da zona íntima. Contém também ácido hialurónico que promove o aumento de elasticidade da zona íntima, e vitamina E com ação regeneradora e anti-oxidante que previne a degradação destes mesmos tecidos. Os seus componentes são veiculados por lipossomas que permitem uma libertação prolongada do ácido hialurónico ao longo do tempo, aumentando a sua eficácia. Apresenta-se em embalagens individuais de utilização única, higiénicas e de fácil utilização: cada monodose tem um invólucro protetor individual. Deve ser aplicado internamente na vagina, através da sua cânula, 2 a 3 vezes por semana, ou antes da relação sexual.
Ambos estão indicados em todas as situações em que se pretende Hidratar, Lubrificar e Aumentar a Elasticidade da zona íntima a nível interno e externo, o que é muito comum principalmente no pós-parto e durante a amamentação. Ambos os produtos são seguros e recomendados nesta fases da vida.
D’AVEIA Gel Íntimo Lubrificante e D’AVEIA Gel Lubrificante Monodoses são dermatologicamente testados (0% de reação alérgica) e compatíveis com o preservativo.
Ambos devem utilizar-se em conjunto para um tratamento cosmético completo da secura vaginal, aumentando a lubrificação e elasticidade a nível interno e externo
Em conclusão e como resposta à pergunta, a cosmética vulvar e vaginal é essencial para combater a secura vaginal, melhorando a elasticidade e lubrificação da zona íntima, com um efeito anti-aging associado
Da mesma forma que temos a preocupação em ter cuidados anti-aging com a pele da face e outras partes mais expostas do corpo, não devemos deixar de parte a zona íntima, que também precisa igualmente deste tipo e cuidados, de forma diária, como prevenção e não apenas como tratamento.

- Respondido por D'AVEIA

Que cremes aconselha para estrias, barriga e ancas?

O Bio-Oil é um óleo de nova geração, os chamados óleos secos. Basta pouca quantidade para uma área de pele grande e que penetra mais rápido do que os óleos antigos. Deve ser aplicado a partir do fim do 1º trimestre da gravidez até terminar a gestação. Nas zonas onde se deposita maior quantidade de gordura deverá ser aplicado 2 vezes por dia: coxas, ventre, ancas, peito, nádegas e parte inferior das costas. A composição do Bio-Oil vai ajudar imenso numa perspectiva preventiva e corretiva: vitamina A (ação regeneradora da pele); vitamina E (acção anti-oxidante da pele) e 4 óleos essenciais (Lavanda; Camomila; Alecrim; Calêndula) com propriedades também de hidratação, regeneração e proteção.

- Respondido por Bio-Oil

Nos primeiros meses utilizei o creme gordo, óleo de amêndoas doces da Barral mas depois passei para o Bio-Oil, porque me disseram que era melhor.

Na verdade o Bio-Oil tem um efeito mais abrangente nas estrias na grávida. Consegue promover, se colocado todos os dias 2 vezes (manhã e à noite), um efeito preventivo e se já existirem marcas na pele também ajuda a melhorar a aparência. Os resultados podem variar de pessoa para pessoa.

- Respondido por Bio-Oil

​Tem que ser exclusivo o Bio-Oil?

Não tem que ser em exclusivo o Bio-Oil uma vez que o produto pode ser usado concomitantemente com outros produtos. Quando é usado com outros produtos deve ser o primeiro a ser aplicado até à sua total absorção. Só após a aplicação do Bio-Oil se deve proceder ao uso de qualquer outro produto na pele. Salvaguardar que se deve continuar a aplicar o Bio-Oil 2 vezes ao dia.

- Respondido por Bio-Oil

O Bio-oil é mais indicado do que o Creme Gordo?

Ambos são indicados, todavia o Bio-Oil tem uma ação mais completa na proteção e no cuidado da pele. Os resultados podem variar de indivíduo para indivíduo.

- Respondido por Bio-Oil

Como se deve aplicar D’AVEIA Anti-Estrias?

D’AVEIA Anti-Estrias deve idealmente ser aplicado diariamente, através de massagem, nas zonas mais propensas à formação de estrias: barriga, peito, ancas e coxas, através de massagem, para resultados otimizados na prevenção de estrias e para atenuar as estrias já formadas. 

- Respondido por D'AVEIA

​Em que momento da gravidez se deve começar a aplicar D’AVEIA Anti-Estrias?

Deve começar a aplicar D’AVEIA Anti-Estrias diariamente, através de massagem, a partir do momento em que descobre que está grávida. É muito importante começar a prevenir a formação de estrias desde as primeiras semanas de gravidez, pelo menos até ao pós-parto, para resultados otimizados.

- Respondido por D'AVEIA

Como é o cheiro de D’AVEIA Anti Estrias?

D’AVEIA Anti Estrias tem um cheiro suave que é muito bem tolerado pelas grávidas em geral. Este cheiro é-lhe conferido por alguns ingredientes base da linha D’AVEIA de origem natural que estão na sua constituição. Além disso é muito fácil de espalhar e não é gorduroso, sendo rapidamente absorvido. Vem em boião que facilita a extração de todo o seu conteúdo até ao final e facilita a sua aplicação.

- Respondido por D'AVEIA

D’AVEIA Anti Estrias também atenua estrias já existentes?

D’AVEIA Anti-estrias é um creme que não só tem a capacidade de prevenir a formação de estrias, assim como de atenuar as estrias já existentes, devido às suas 3 ações essenciais:

  • Evita a degradação das fibras elásticas (elastina) e de colagénio da pele;
  • Evita o processo inflamatório inerente à sua formação;
  • Reforça e restabelece a integridade da pele, tornando a pele mais lisa, sedosa e homogénea.
- Respondido por D'AVEIA

Os produtos D’AVEIA Anti Estrias e Anti Prurido podem ser aplicados na pele atópica?

Todos os produtos da marca D’AVEIA, incluindo D’AVEIA Anti-Estrias, podem ser utilizados na pele atópica e apresentam testes dermatológicos que comprovam a sua óptima tolerância cutânea, não provocando qualquer sensibilização ou reação alérgica. Os produtos D'AVEIA, ao longo dos seus 20 anos no mercado, sempre foram aconselhados e prescritos por Médicos Dermatologistas e Ginecologistas em situações de dermite atópica.

- Respondido por D'AVEIA

Existe algum modo de podermos testar os produtos D'AVEIA antes de investirmos embalagens de produtos de grande tamanho?

Existe sim!

Caso queiram experimentar algum produto específico da linha D’AVEIA Cuidado Íntimo pode enviar-nos o seu pedido através das nossas redes sociais D’AVEIA (Facebook ou Instagram) ou por email (marketing@dermoteca.com). Caso tenhamos stock enviaremos uma amostra para que possa testar!

- Respondido por D'AVEIA

D’AVEIA Anti-Estrias, D’AVEIA Dermo Óleo Pediátrico e D’AVEIA Hidratante Corporal são seguros na gravidez?

Boa tarde, Obrigada pela sua pergunta! Os produtos D’AVEIA que refere são produtos cosméticos com uma ação local na pele, seguros na gravidez. É recomendada a sua utilização desde o momento em que a mulher descobre que está grávida, para hidratar e aumentar a elasticidade da pele e evitar sintomas de secura e prurido (comichão)

- Respondido por D'AVEIA

D’AVEIA Anti-Estrias e D’AVEIA Hidratante Corporal têm testes dermatológicos?

Boa tarde. Sim! D’AVEIA Anti-Estrias tem testes dermatológicos que garantem  que melhora significativamente e hidratação, aumenta a elasticidade e diminui a rugosidade da pele.

D’AVEIA Hidratante Corporal tem testes dermatológicos que comprovam que aumenta a hidratação da pele em 71% em apenas 30 min. Além disso são recomendados por Ginecologistas e Dermatologistas portugueses.

- Respondido por D'AVEIA

Como se deve utilizar D’AVEIA Dermo-Óleo Pediátrico e D’AVEIA Hidratante Corporal para prevenção e tratamento cosmético do prurido ou comichão na gravidez ?

D’AVEIA Dermo-óleo Pediátrico deve ser utilizado na higiene diária, como um gel de banho vulgar ou caso o prurido seja intenso, poderá fazer um banho de imersão em água morna, deixando actuar 2-3 minutos. A água fica com um aspecto leitoso. Promove um banho emoliente e calmante , com uma imediata sensação de conforto e bem estar.

Como cuidado hidratante anti-prurido, Recomenda-se a aplicação de D’AVEIA Hidratante Corporal diariamente na pele do corpo, através de massagem, após a higiene com D’AVEIA Dermo-Óleo Pediátrico ou sempre que necessário, reforçando nas zonas com maior comichão.

Devem ser utilizados enquanto persistirem os sintomas de prurido ou sempre, como prevenção.

- Respondido por D'AVEIA

Que outros produtos têm para a Gravidez?

Para a gravidez, dentro da linha de cuidado íntimo, temos vários produtos, além de D’AVEIA Anti-estrias, Dermo-óleo Pediátrico e Hidratante Corporal, nomeadamente:

D’AVEIA Ginecológico: Emulsão suave para a higiene íntima diária suave e delicada, que respeita o pH fisiológico ácido da zona íntima da mulher e o seu equilíbrio fisiológico, indicado também para higiene íntima na gravidez. Contém os ingredientes base da linha D’AVEIA com propriedades hidratantes, emolientes , protetoras e antioxidantes.

D’AVEIA Ginecológico Calmante: Emulsão suave para a higiene diária suave e delicada no caso de haver sintomas de prurido, irritação, ardor ou sensação de queimadura na zona íntima externa. É composto por substâncias de origem vegetal, associados a proteínas e aminoácidos, que limpam delicadamente sem agredir, restabelecendo o equilíbrio fisiológico , bem como as defesas da zona genital. Possui ação Emoliente, Hidratante e anti-vermelhidão e calmante.

D’AVEIA Gel íntimo Calmante: Gel-creme  com fórmula exclusiva , constituída por  um Complexo único simbiótico pré e probiótico inovador que reforça as defesas naturais da zona íntima externa. Está indicado para diminuir o prurido, a vermelhidão e a sensação de queimadura na zona íntima externa, promovendo uma imediata sensação de alívio e conforto. Pode ser aplicado depois da higiene com D’AVEIA Ginecológico Calmante ou sempre que necessário.

D’AVEIA Gel íntimo Lubrificante: Gel creme íntimo lubrificante anti-aging com ácido hialurónico na sua composição, indicado para aplicação por meio de massagem na zona íntima externa. Indicado sempre que seja necessário Hidratar, lubrificar e aumentar a elasticidade da zona íntima externa.

- Respondido por D'AVEIA

Qual a melhor altura (em que semana) para usar esse creme de forma a evitar estrias?

Deve começar a aplicar D’AVEIA Anti-Estrias diariamente, através de massagem, a partir do momento em que descobre que está grávida. É muito importante começar a prevenir a formação de estrias desde as primeiras semanas de gravidez, pelo menos até ao pós-parto, para obter resultados otimizados!

- Respondido por D'AVEIA

​Estrias que aparecem na gravidez, e que ainda têm cor roxa irão desaparecer?

As estrias de cor roxa são estrias ainda em fase de formação. Na formação de estrias ocorre inflamação, daí a cor arroxeada. Por esse motivo, nesta fase é fundamental a aplicação de um creme anti-estrias de modo a minimizar ao máximo a sua largura e profundidade. Estas estrias não irão desaparecer, mas a aplicação diária de um creme como D'AVEIA Anti-Estrias pode atenuar bastante o seu aspeto, diminuindo a sua largura e profundidade, devido às suas caraterísticas únicas:

  • Evita a degradação das fibras elásticas (elastina) e de colagénio da pele;
  • Evita o processo inflamatório inerente à formação de estrias;
  • Reforça e restabelece a integridade da pele, tornando a pele mais lisa, sedosa e homogénea.

Além disso, é muito bem tolerado pelas grávidas, fácil de aplicar e tem uma textura não gordurosa. Vem em formato de boião, o que facilita a sua aplicação.

- Respondido por D'AVEIA

A consulta do 1º trimestre pode ser em qualquer clínica? Se referir que quero agendar essa consulta, vão perceber o que pretendo?

Qualquer clínica de medicina dentária está habilitada para consultar as grávidas. Se algum profissional não se sentir confortável irá reencaminhar. Pode até perguntar ao seu médico dentista se está habilitado para isso ou procurar uma clínica que tenha a especialidade de odontopediatria.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

​​Estou quase no 7º mês, e tenho um dente que tem de ser removido (por ter apodrecido durante a quarentena), será possível remover o dente em segurança?

Sim. Mas fale com o seu médico dentista e com o médico que a está a acompanhar para saber se tem que tomar medicação a seguir e se não existe interferência.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Se não tivermos qualquer queixa é necessário na mesma ir a uma consulta?

No primeiro trimestre de gravidez deve sempre ter uma consulta para fazer uma avaliação e uma limpeza profissional. Só isso já irá ajudar bastante!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Devemos alterar o tipo de escova ou a pasta durante a gravidez para minimizar estes problemas de gengivas?

Depende de cada caso mas o ideal é usar uma pasta de dentes sem grande sabor e escova macia.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Melhor pasta de dentes?

Pasta de dentes com 1450 ppm de flúor. Na quantidade de um grão de ervilha. Por exemplo pasta de dentes Elgydium Arthrodont.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Em que momento do 1º trimestre deve ser a consulta?

De preferência logo no inicio da gravidez. Mas estão sempre a tempo!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Para alívio das gengivas (inflamação) o que recomenda?

Reforçar os cuidados de higiene oral com pasta de dentes e colutorio especifico para as gengivas.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Já me encontro no 3º trimestre, aconselha a consulta? Não sinto dor na gengiva mas o sangramento existe. A minha escovagem acontece com a escova elétrica, devo fazer outra opção?

Sim. Procure o médico dentista sobretudo para ter aconselhamento profissional e personalizado da escova e pasta melhor para si. Talvez uma escova manual de cerdas macias possa ajudar.
Procure também o odontopediatra para ter aconselhamento pré-natal sobre os cuidados a ter com as gengivas e dentes do recem-nascido.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Para além da laranja, em que outros alimentos poderemos obter vitamina C?

Outras fontes de vitamina C são: frutos vermelhos por exemplo os mirtilos são riquíssimos.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Quais os alimentos ricos em fibra que recomenda para o 3º trimestre?

Verduras, flocos de aveia pois também ajudam a regular níveis de açúcar no sangue e retêm água para que o intestino se mantenha funcionante. ​Além de ajudarem a manter a microfilma intestinal materna saudável!! Muito importante pois a mãe vai transmiti-la ao seu bebé no parto.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Quais os alimentos que ajudam a desenvolver o cérebro do bebé?

Os alimentos ótimos para o cérebro são as olioginosas (vulgarmente chamados de frutos secos).

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

O chocolate preferencial é o preto, com uma percentagem de cacau acima dos 75%? E tem também cafeína como o chocolate de leite? Qual a quantidade diária de cafeína limite?

Sim, chocolate com concentração de cacau acima dos 70%. Quanto a café (cafeína) ou equivalente como a ataina do chá não devem ultrapassar as 3 poções por dia ou de equivalentes. Chocolate pode ser considerado equivalente.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

E os kiwis, também são ricos em Vitamina C?

Os kiwis também.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​As uvas passas contam? Confesso que não gosto de amêndoas, nozes e assim.

Uvas passas não!! Caju ou castanha do maranhão, e azeite também.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Em relação aos frutos secos, podem ser salgados?

Salgados não convém abusar! Depende da vossa tensão arterial e se têm tendência para fazer retenção de líquidos!

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Podemos ingerir gengibre?

O gengibre é ótimo para os enjoos do 1.º trimestre e pode aromatizar a água com gengibre.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Pode ser azeite ou óleo de côco?

Pode, ou oleo de linhaça ou sementes de linhaça moidas. ​São ricas em omegas e ótimas para regular o intestino.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

A linhaça em farinha ou semente tem o mesmo efeito?

Farinha é melhor.

- Respondido por Enf.ª Conceição Santa-Martha, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Como diminuir a obstipação/dificuldade em ir a casa de banho? (mesmo com boa alimentação)

Primeiro é fundamental identificar a causa da obstipação. É importante reforçar a hidratação ao longo do dia e fazer uma alimentação rica em fibra alimentar.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

Eu tenho uma questão sobre o fiambre. Isto porque normalmente é proibido, mas disseram-me que se for cozinhado (por exemplo numa omeleta, ou num quiche), não é problemático. Como devemos proceder?

A grávida pode consumir fiambre embalado, se este for cozinhado. É verdade que não devem ser consumidas carnes e carnes processadas cruas ou mal cozinhadas. Na dúvida ler a lista de ingredientes da embalagem.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

E para a desinfecção dos alimentos hortícolas o que aconselha? Isto porque a minha médica aconselha apenas a mergulhar os alimentos em água fria 15mins

Para desinfecção de hortofrutícolas a consumir em cru é recomendada a desinfecção com produtos específicos (pastilhas desinfetantes) ou amukina. Água e/ ou vinagre não são eficazes na desinfecção.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

O que devemos comer quando nos é diagnosticado diabetes gestacional? É mesmo proibido comer qualquer tipo de doce?

Eu acho fundamental o acompanhamento com um nutricionista para que toda a alimentação seja adaptada e previna o descontrolo das glicemias. A aprendizagem associada fará toda a diferença.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

Há alguma infusão que não seja recomendada? Li que algumas ervas são proibidas.

Na gravidez é muito importante que as infusões introduzidas sejam sempre variadas. É aconselhado moderar as quantidades de chás preto, vermelho, verde e branco, tal como outras bebidas com cafeína.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

As infusões de sabores de frutos como pêssego, manga, limão, são aconselhadas? E gengibre?

Sim, beber água ou infusões ao longo do dia e sem açúcar adicionado.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

Gostava de saber quais os chás podemos tomar e não tomar na gravidez e na amamentação?

A ingestão de chás preto, verde, vermelho e branco deve ser moderada pela quantidade de cafeína. Optar por infusões variadas diariamente.

- Respondido por Dr.ª Rita Morais, Nutricionista

Qual a influência musical na gravidez?

A música tem uma grande influência, porque se a musica está a induzir um estado de calma, tranquilidade, ou felicidade na mãe, o bebé também está a sentir essa experiência como se fosse a sua. Músicas que provocam agitação ou que estão demasido altas, mesmo que a mãe goste, podem não ser tão agradáveis para o bebé. Por isso a mãe deve estar sempre atenta, sensível, ao comportamento do seu bebé no útero.

- Respondido por Educadora pré-natal e professora de yoga

Dado os tempos que estamos a passar por causa do vírus e que por mais que não queiramos ficamos mais stressados que técnicas recomenda para proporcionar o bem-estar do bebé?

Isso é tudo o que eu ensino no meu programa Gravidez Sem Stress aqui, a mãe pode recorrer a técnicas de respiração lentas e tranquilas, a relaxamento específico para as suas necessidades e do seu bebé e a meditações guiadas que lhe vão proporcionar foco, lucidez e mais harmonia entre si e o seu bebé.

- Respondido por Educadora pré-natal e professora de yoga

A pomada da medela é adequada ?

Sim, qualquer pomada é adequada á aplicação nos mamilos que seja à base de lanolina.

- Respondido por  Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Se levarmos cueca-fralda descartável, temos de levar penso higiénico de máxima absorção?

Neste caso só aconselho o uso de uma das opções. A Humidade é inimiga da cicatrização. Se colocam uma cueca-fralda e um penso, a pele não vai conseguir respirar e, com a temperatura do corpo e a questão hormonal, vai haver transpiração.
Relativamente ao uso de Cueca-Fralda, eu apenas recomendo para o período da noite. Ao dormir, a facilidade em nos sujarmos nos primeiros diasé maior e, para conforto, eventualmente poderão usar este tipo, mas no dia a dia devem usar penso higiénico e trocar sempre que este se encontre cheio. Para prevenir ao máximo as infeções nos pontos (caso exista episiotomia). Devem ter em atenção que as Cueca-Fralda necessitam de ser trocadas mais frequentemente pela probabilidade de existir humidade. Relativamente às marcas, isso é à vossa escolha.

- Respondido por  Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Os produtos de higiene devem ser sem cheiro, ou o mais neutros possíveis, por poderem ser fortes para o bebé?

Os produtos deverão ser adequados para recém-nascido, é obvio que quanto menos cheiro possuirem melhor, pois os perfumes derivam de produtos químicos, no entanto estes são testados, portanto é uma opção de escolha. O que deve ter em conta nos produtos a usar é que deve ser todos da mesma marca, pois se existir alguma reação alérgica saber que essa marca não se adequa ao bebé. O que aconselho normalmente aos pais é apenas comprarem amostras. Posteriormente, se o bebé se adaptar, podem comprar embalagens maiores para que os mesmos não sejam desperdiçados.

- Respondido por  Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

​Entre a cueca descartável e os pensos, qual a melhor opção?

A melhor opção é o penso higiénico de máxima absorção, ​em especial agora no período do calor.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Bebés que nasçam no final de Agosto devem vestir bodies de manga curta ou comprida?

Os bebés necessitam sempre de mais uma peça de roupa que nós. Ou seja, se usarmos manga cava, para o bebé será indicado a manga curta, se estivermos de maga curta podemos por uma manga comprida e assim sucessivamente. Devemos ter em conta que os bebés têm sempre os pés e a mãos mais fresquinhas, pelo que devemos sempre avaliar a necessidade de meias. A temperatura do bebé avalia-se pelo pescoço, se estiver a transpirar é porque tem demasiada roupa. Portanto para Agosto aconselho bodies de manga curta com calça ambos de algodão. E bodies de manga comprida para o período noturno em que existe maior arrefecimento.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

​Tenho DPP para final de Julho, será necessário levar bodies e babygrows para vestir?

Os bodies são sempre praticos e devem levar sempre.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Os bodies devem ser com molinhas?

A roupa do bebé deve ser essencialmente prática e confortável sem peças que possam magoar o bebé. Por norma as molas são mais praticas e cómodas, mas não existe nenhuma indicação especifica para tal. Um recém-nascido não gosta da manipulação, daí o momento de despir e vestir ser um momento de choro. Quanto mais prática for a roupa melhor, sem muitos botões e molas ou acessórios, pois cada vez que existe necessidade de trocar a fralda, o bebé terá de ser manipulado e torna-se num momento de stress.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Devemos levar chupeta?

Nada impede de levarem. As mães que pretendem amamentar não deverão introduzir a chupeta precocemente. Pois os bebés que querem estar a mamar, estão a fazer o seu trabalho, estimulando para que haja produção de leite. Se em vez da mama lhe derem uma chupeta, estão a impedir que ele estimule. Peçam sempre opinião da enfermeira sobre o caso do vosso bebé e se ja é aconselhável a chupeta. O que pode acontecer é uma confusão de mamilos, e ele estar uns tempos a recusar a mama uma vez que a mama se adapta a boca do bebé em cada pega e, a chupeta, tem sempre o mesmo formato.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

A roupa do bebé não pode ser lavada a máquina, no programa de peças delicadas?

Sim, se tiver essa hipótese sim. Não deve ser usado amaciador, pois pode acontecer ficar acumulado em alguma das peças e provocar reações na pele do bebé. Pelo menos nos primeiros dias, até a pele do bebe se adaptar a ambiente externo. Não existe temperatura indicada, ela deverá ser passada a ferro para eliminar qualquer microorganismo existente.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

​As cuecas de incontinência podem ser por exemplo as da Ausonia Discret? Ou existem algumas mais recomendadas especificamente para pós-parto?

Não existem cuecas recomendadas, as que melhor se adaptarem. Por norma a cueca é mais confortável mas atenção, têm de ser trocada com maior frequência.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Como se deve escolher o tamanho da roupa?

O tamanho da roupa pode ser escolhido consoante as medidas nas ecografias, no entanto, há sempre uma margem de erro estimada. Aconselho a não comprarem muita roupa tamanho zero, apenas a suficiente para usarem durante uma semana, e vão lavando, pois dura por pouco tempo.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

Consegue enviar-me a lista de essenciais da mala da maternidade?

A Lista da maternidade deverá ser solicitada à maternidade onde pretendem ter os vossos bebés. Por norma, onde são acompanhadas na gravidez também é fornecida uma lista específica, o que vos indiquei é mais ou menos aproximado a todas. Devem sempre pedir informação nas maternidades sobre o que é necessário.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetétrica

A minha mulher, de momento, é apenas estudante de mestrado, não tendo qualquer direito a licença. A minha dúvida é relativamente a mim (como pai), quais os meus direitos?

Vamos ver a situação da mãe. A mãe tem sempre direito à licença, nem que seja a social que corresponde a cerca de 460€ mensais. Nas sessões presenciais costumo dar o meu exemplo, quando a Júlia nasceu (a mais velha) eu estava a terminar o estágio da ordem dos advogados, sem vencimento logo sem descontos, e eu auferi a licença de maternidade que eles chamam de apoio social. Esta licença observa as mesmas regras das outras (120 dias a 100% ou 150 dias a 80% se for gozada apenas por um dos progenitores; se for uma licença partilhada 150 dias (120+30) paga a 100% ou 180 dias (150+30) paga a 83%). Neste caso o pai mantém os 20 dias + 5 pagos a 100%. Pelo contrário se optar que a mãe apenas goze as 6 semanas a que legalmente é obrigada e o Pai o remanescente período os pagamentos da mãe são calculados com base no indexante da SS para complemento social de maternidade, e os do pai dependem do período de licença que acordarem em tirar, sendo calculados sempre com base na remuneração de referência dos últimos 8 meses.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Quando a mãe e o pai trabalham por turnos é possível um de nós ter horário fixo ou flexível mesmo por causa das creches? E como seria esse horário aos fins de semana em que não existe creches?

Nesta situação um dos progenitores pode pedir aquilo que se chama o horário central até o filho ter 12 anos e não pode ser negado. Em caso de recusa o CITE tem de emitir um parecer. Infelizmente a regra é a mesma seja para dias de semana ou fins de semana, acredito que aos fins de semana teremos todos de recorrer àquela fantástica instituição pública que nunca falha os AVÓS, ou tios, ou até mesmo amigos.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Tenho um filho de 4 meses e na altura escolhi a modalidade de licença parental partilhada (150+30). Estão a terminar os meus 150 dias, gostaria de saber se os 30 de acréscimo têm de ser obrigatoriamente gozados pelo pai? Temos interesse em trocar, será isso possível? Além de trocar tenho interesse também de pedir para alargar, até quando o posso fazer?

Infelizmente não, isso seria uma violação clara do espírito alargado que está adjacente às licenças partilhadas, tanto que as licenças partilhadas são "mais bem pagas" que as licenças não partilhadas, a 150 dias (120+30) são pagas a 100%, a de 180 dias (150+30) são pagas a 100%, por contraposição das licenças não partilhadas: 120 dias a 100% e 150 dias a 80%.Para alargar teremos de ir às licenças parentais complementares alargadas, por três meses, paga a 25 % da remuneração de referência, desde que gozada imediatamente após a licença parental, neste caso após os 180 dias (150+30).

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Somos descontados pelas diapensas ou têm de ser paga?

Se se refere às dispensas para consultas pré-natais e consultas de preparação para o parto (quer sejam da mãe ou do pai, no caso do pai é necessário ter atenção à limitação legal de 3 dispensas) são efetivamente pagas, apenas deve trazer justificação. Todos os direitos de parentalidade estão pensados numa ótica de proteção do trabalhador.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

A escolha do tempo das lincenças é alterável ou fixa? Ou a escolha inicial do tempo de licença da mãe tem de ser seguido até ao fim?

Pode ser alterado através de requerimento à SS, o que acontece é que muitas das vezes eles fazem os acertos de valores. O ideal é ponderar bem e aquando da entrega ir já a decisão final, isto porque dependendo da duração da licença e se é partilhada ou não o valor a pagar é diferente.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Após o parto, quanto tempo tem a mamã em casa com o bebé? e o papá? (disseram-me que a legislação aprovou os 6 meses após o nascimento do bebé - serão a 100%?)

Para esta resposta aconselho o envio da tabela pois é toda uma nova explicação sobre o regime das licenças, só quando a licença é gozada pela mãe no periodo de 120 dias ou partilhada no regime de 150 dias com o pai (120+30) é que é paga a 100%.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Neste momento só o pai se encontra a trabalhar estando eu desempregada, como é feito a nivel segurança social, licença de maternidade\parentalidade (tanto renumeração\dias ) não sei se me fiz entender.

Nesta situação o Pai mantém os mesmos direitos à licença inicial exclusiva que teria mesmo que ambos trabalhassem, ou seja 20 +5 dias. Já a mãe pode pedir o complemento social de parentalidade que se rege pelas memas durações e percentagens de pagamento, sendo aqui o valor a pagar calculado com base do indexante de apoio social.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Estou no fundo desemprego, quando o bebé nascer posso pedir a licença ?

Pode e deve, ao requerer a licença interrompe a contagem do tempo em que está a receber o subsidio de desemprego, quando a licença terminar pede a reativação do subsidio de desemprego.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

No caso de licença de 150 dias, até aos 120 dias é pago a 100%? E os outros trinta é que é 80% ?

Aconselho o envio da tabela, pois para aferir o valor a pagar temos de perceber se é um licença partilhada ou não. Se for uma licença exclusiva da mãe o pagamento dos 150 dias é feito a 80%, se for uma licença partilhada de 150 dias (120 dias a mãe e 30 dias o pai) é paga a 100%.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Como funciona a licença do pai?

O Pai tem uma licença parental inial exclusiva de 20 dias obrigatórios e 5 facultativos; dos 20 dias obrigatórios 5 têm de ser gozados imediatamente a seguir ao parto, o outros 15 devem ser gozados até o bebé perfazer 6 semanas. Já os 5 dias facultativos o pai tem de os gozar enquanto a mãe estiver de licença (em conjunto). À parte da licença inicial exclusiva o casal pode optar por partilhar a licença de acordo com a tabela em vigor. Atenção que o gozo de licença partilhada não prejudica o gozo da licença parental inicial exclusiva do pai.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Fiz o pedido de abono pré natal em Abril e até à data ainda não recebi qualquer informação da segurança social? É normal?

Isso depende muito do tempo de resposta do Centro Distrital da SS da sua zona, tente efetuar contacto telefónico ou ver na sua area reservada da SS Direta.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Como funciona a licença do pai? Eu estou desempregada e eu e o meu marido não somos casados e é o único a trabalhar.

O Pai tem uma licença parental inial exclusiva de 20 dias obrigatórios e 5 facultativos; dos 20 dias obrigatórios 5 têm de ser gozados imediatamente a seguir ao parto, o outros 15 devem ser gozados até o bebé perfazer 6 semanas. Já os 5 dias facultativos o pai tem de os gozar enquanto a mãe estiver de licença (em conjunto). À parte da licença inicial exclusiva o casal pode optar por partilhar a licença de acordo com a tabela em vigor. Atenção que o gozo de licença partilhada não prejudica o gozo da licença parental inicial exclusiva do pai. Já a mãe pode pedir o complemento social de parentalidade que se rege pelas memas durações e percentagens de pagamento, sendo aqui o valor a pagar calculado com base do indexante de apoio social.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

Quando estamos de baixa de risco, é suposto também recebermos os subsídios?

Penso que a questão é sobre os subsidios de férias e de Natal, se for a resposta é sim. Contudo a entidade patronal só é obrigada a pagar um por inteiro sendo o segundo pago apenas o proporcional do tempo trabalhado nesse ano. O subsidio que não for pago pela entidade patronal deverá ser requerido à SS no ano civil seguinte durante o mês de Janeiro e eles reembolsam o valor proporcional que foi descontado pela entidade patronal.

- Respondido por Advogada, especialista em direito da família

O creme pode ser aplicado durante a gravidez?

  • Sim, pode ser colocado se sentirem os mamilos secos desde o inicio da gravidez;
  • Seguro para a mamã e o bebé. Não precisa de ser removido antes da amamentação;
  • Lanolina 100% ultra-pura e natural;
  • Ajuda a repor o nível natural de lípidos para corrigir o equilíbrio de humidade da pele;
  • Ajuda a reforçar as propriedades da barreira natural da pele;
  • Também ideal para lábios , narizes secos e pele seca nos bebés;
  • Sem parabenos, aditivos, conservantes e perfume;
  • Hipoalergénico.
    Veja mais aqui
- Respondido por Medela

Ainda estou a utilizar sutiãs com arco e já estou com 23 semanas de gravidez. Será que estou a fazer mal?

A mama constituída principalmente por tecido adiposo é suportada por ligamentos (Coopper) e pelos largos músculos do peito, aumenta de volume à medida que a gravidez progride mais do que nunca necessitará do suporte ideal para tornar esta jornada mais confortável para a grávida, deve ser utilizado desde o 1º trimestre de gravidez para evitar que os ligamentos de Cooper se rompam, a elasticidade do Soutien Comfy acompanhará não só o aumento da mama, mas também da barriga, o uso de um soutien com aros de tamanho inadequado pode causar desconforto e dor. Veja mais aqui.

O nosso Comfy:

  • Tecido leve, respirável, macio e confortável;
  • Copas de espuma amovíveis para dar forma e uma silhueta delicada;
  • Copas de retirar, com molas de abertura fácil com só uma mão, para um contacto pele com pele imediato com o seu bebé;
  • Cinta de aconchego sob o peito, super suave e elástica, proporciona um ajuste flexível.

Saiba como escolher o tamanho indicado aqui.

- Respondido por Medela

É melhor o protetor ou os absorventes descartáveis?

O protetor pode ser utilizado numa fase inicial em que os mamilos estão mais sensíveis e podem ter fissuras ajudando na cicatrização e prevenção, quando a amamentação estiver estabelecida podem começar a utilizar os descartáveis ou manter os protetores o que for mais confortável. O uso de descartáveis pode não ser aconselhado se tiver fissuras porque não promove o arejamento e a cicatrização como os outros protetores:

  • Fundo em silicone macio de ajuste aconchegado, confortável para a pele sensível;
  • Furos de ventilação permitem que a pele respire, promovendo a recuperação;
  • Flexíveis, para se adaptarem à forma da sua mama;
  • Podem ser usados todo o dia, entre sessões de amamentação;
  • Têm um aspeto natural sob a sua roupa;
    Veja mais aqui.

Os protetores de seio descartáveis Ultra thin da Medela são a forma discreta para estar protegida e confiante, concebidos para quando tem perdas de leite baixas a moderadas:

  • Forma oval inovadora, otimizada para se moldar discretamente à sua mama;
  • O núcleo de polímero absorvente retém a humidade;
  • Cinco camadas de absorção em menos de 2 mm de espessura;
  • O forro macio e hipoalergénico mantém-na confortável e seca;
  • A proteção de perdas flexível evita que o leite se escape pelos lados.
    Veja mais aqui.

E em termos de comodidade?

Tanto os descartáveis como os reutilizáveis são confortáveis, é uma questão de opção.
Os protetores de seio descartáveis Ultra thin da Medela são a forma discreta para estar protegida e confiante, concebidos para quando tem perdas de leite baixas a moderadas.

Mantenha-se seca e confiante com os protetores de seios amigos do ambiente da Medela. São laváveis para que possa usá-los repetidamente:

  • Camada exterior ultra macia e confortável, com camada interior absorvente;
  • Protetores de seios que se ajustam perfeitamente e são discretos sob a roupa;
  • Costura selada ultrassonicamente à volta dos bordos para ajudar a manter o leite no interior;
  • Podem ser lavados até 50 vezes a 40 °C - 60 °C;
  • Ultra finos e moldados para uma sensação natural e suave;
  • Para níveis regulares de perdas de leite.
    Veja mais aqui
- Respondido por Medela

Quanto tempo pode o leite ficar congelado?

Pode consultar aqui o link onde terá as respostas em relação à conservação e descongelação de leite materno.

- Respondido por Medela

Este novo funil da Medela dá para utilizar na bomba swing antiga?

Sim, os novos funis adaptam em todos os nossos extratores. Veja mais aqui.

- Respondido por Medela

Quando é que optamos por extrair leite da maminha? Só por necessidade de ausência da mãe ou tem que ser? Para aliviar a sua concentração?

Pode necessitar de retirar leite no inicio da subida do leite porque as mamas estão turgidas e precisa de aliviar para o bebé conseguir abocanhar a mama e depois da amamentação estar estabelecida pode retirar leite para armazenar e poder dar ao seu bebé quando se ausentar. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

Se produzirmos muito leite e o bebé não quiser mamar extraímos o leite e nessa ocasião teremos que usar o biberão, poderá afetar a amamentação?

Pode dar o leite ao seu bebé com o Calma – semelhante à amamentação
O Calma da Medela foi concebido exclusivamente como uma opção para as mães a amamentar que pretendem alimentar os seus bebés com leite materno extraído. Foi desenvolvido em colaboração com especialistas em amamentação do Hartmann Human Lactation Research Group da Universidade da Austrália Ocidental. O Calma permite que o seu bebé sugue, engula e respire de uma forma natural:

  • O bebé pode beber, fazer pausas e respirar com um ritmo natural, permanecendo calmo e confortável;
  • O bebé tem de criar um vácuo para iniciar o fluxo de leite;
  • O bebé consegue manter o seu comportamento de sucção natural.
- Respondido por Medela

Como poderá o pai descongelar se o bebé tiver fome e não der para descongelar naturalmente?

Pode descongelar debaixo de água morna corrente de uma torneira, tenha cuidado ao descongelar leite materno, para se certificar de que é seguro para o seu bebé:

  • O leite materno pode ser descongelado no frigorífico, normalmente em cerca de 12 horas. Em alternativa, mantenha o frasco ou o saco de leite congelado sob água morna corrente (a um máximo de 37 °C ou 99 °F). Não deixe o leite materno descongelar à temperatura ambiente;
  • Depois de completamente descongelado, o leite materno pode ser mantido à temperatura ambiente durante duas horas, no máximo, ou no frigorífico até 24 horas;
  • Não descongele nem aqueça leite materno congelado num micro-ondas ou em água a ferver. Pode danificar as suas propriedades nutricionais e protetoras e criar pontos quentes que podem queimar o seu bebé;
  • Leite materno deixado à temperatura ambiente deve ser dado ao seu bebé dentro de duas horas, ou deitado fora.
  • Nunca volte a congelar leite materno descongelado.

Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

É importante ir retirando e espremendo, certo?

Não, não deve espremer durante a gravidez.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Sai leite na gravidez?

Leite normalmente não sai, o que pode sair é colostro (um liquido amarelo) ou pré-colostro (liquido género aguadilha).

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Tenho tido umas crostinhas amareladas secas, será colostro?

Essa crostinha amarela é provavelmente colostro seco.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Em caso de gémeos na posição deitada terá sempre um de cada vez, certo?

Com gémeos a posição deitada impede o aleitamento em simultâneo.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Ouvi dizer que não se deve amamentar deitada que pode provocar otites no bebé devido ao retorno do leite, é verdade?

Há outros factores mais importantes para ter cuidado com a amamentação deitada, esse certamente não é um deles.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Devemos usar creme para proteger o mamilo antes e após o bebé nascer?

Não há evidência científica que os cremes possam proteger a aréola e o mamilo. Mas o melhor protector de mamilos é o próprio leite. Espalhar um pouquinho colostro ou de leite na aréola e mamilo e deixar secar muito bem.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Como sabemos se a mama está totalmente vazia?

É sempre uma dúvida das mães. Inicialmente vai ser difícil mas com o passar do tempo vão se apercebendo. Uma mama com leite está turgida e vai ficando cada vez mais mole ao longo da mamada. Mas se houver dúvida tirar um pouquinho de leite. Se ele sair em jacto é porque ainda tem leite.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Devemos massajar a mama para evitar complicações? Nomeadamente caroços?

Por volta das 48 a 72h depois do nascimento acontece a descida do leite. Nessa altura a mama fica muito turgida e dolorosa. Nessa altura é conveniente a massagem da mama.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Quando o bebé deixa a mama significa que já está satisfeito?

Normalmente a sucção nutritiva anda por volta dos 10 a 15 minutos, o resto é sucção de conforto.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

 A que temperaturas recomendam que  esteja o leite conservado, tanto no frigorifico como no congelador? E durante quanto tempo deve ser conservado?

A conservação e congelação do leite materno poderá ser feita respeitando as seguintes recomendações:

Leite materno fresco:

  • A 25°- 37°C conservar até 4 horas;
  • A 15°- 25°C até 8 horas;
  • A menos de 15°C até 24 horas;
  • Não armazene a mais de 37°C .


Leite materno refrigerado:

  • A 2 - 4°C conservar até 8 dias (coloque o recipiente na parte mais fria do frigorífico);
  • Como muitos frigoríficos não mantêm uma temperatura constante, use o leite durante 3-5 dias.


Leite materno congelado:

  • No congelador (interior do frigorífico) conservar até 2 semanas;
  • No congelador (separado, tipo combinado) até 3 meses;
  • Na arca frigorífica com aproximadamente -19°C ou mais baixo, conservar até 6 meses.

Descongelar lentamente no frigorífico 12/24 horas. Não congele uma segunda vez.

- Respondido por Chicco

Qual a validade do leite congelado?

A validade do leite materno congelado varia consoante o tipo de congelador.

  • No congelador (interior do frigorífico) conservar até 2 semanas;
  • No congelador (separado, tipo combinado) até 3 meses.
  • Na arca frigorífica com aproximadamente -19°C ou mais baixo, conservar até 6 meses.
- Respondido por Chicco

Podem enviar "as validades do leite" mediante o armazenamento?

A conservação e congelação do leite materno poderá ser feita respeitando as seguintes recomendações:

  • Em temperatura ambiente até 25°C conservar até 6 a 8 horas máximo;
  • No frigorifico entre 0 e 4°C conservar até 8 dias máximo;
  • No congelado (tipo combinado) com aproximadamente -4°C, conservar até 6 meses;
  • Nas arcas frigorificas com aproximadamente -20°C, conservar até 12 meses.
- Respondido por Chicco

O leite armazenado ao ser congelado não perde as suas propriedades?

Afim de garantir todas as propriedades do leite materno, será necessário conservá-lo no frigorífico ou no congelador, em recipientes próprios para esse efeito (contentor para leite materno) e respeitar os prazos de validade. Seguindo essas orientações o leite materno poderá ser conservado ou congelado sem perder qualidades.

- Respondido por Chicco

Então o biberão/depósito que vem com a bomba é um biberão convencional. O biberão calma é comprado à parte?

O que vem no interior da embalagem é um frasco com tampa para recolha de leite durante a extração e seu acondicionamento posterior. Nesse frasco pode ser encaixada uma tetina Calma vendida separadamente ou então adquirido o sistema de alimentação Calma completo, frasco de 150 ml ou 250 ml mais tetina. Veja mais sobre os nossos extratores aqui e aqui.

- Respondido por Medela

Essa tetina para bebés prematuros não é aconselhado pois não?

Esta tetina pode ser utilizada por todos os bebés que consigam vir à mama, que sejam amamentados. Se o seu bebé for prematuro e já for possível amamentá-lo, então poderá oferecer-lhe o seu leite no Calma. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

Devemos adquirir uma máquina de extração de leite logo desde o início da amamentação?

A máquina de extração de leite pode ser útil logo nos primeiros dias quando tem a descida do leite e sente necessidade de esvaziamento mamário, ou quando pensa em iniciar a recolha de leite para construir a sua reserva porque vai regressar ao trabalho, por exemplo. Existem outros casos, nomeadamente aqueles em que o bebé não consegue vir à mama, mas a mãe tem leite, de modo que pode extraí-lo e administrá-lo posteriormente com recurso ao Calma, por exemplo. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

A partir de quando faz sentido iniciar extração de leite?

A extração de leite pode ocorrer logo nos primeiros dias quando tem a descida do leite e sente necessidade de esvaziamento mamário, ou mais tarde quando pensa em iniciar a recolha de leite para construir a sua reserva porque vai regressar ao trabalho, por exemplo. Existem outros casos, nomeadamente aqueles em que o bebé não consegue vir à mama, mas a mãe tem leite, de modo que pode extraí-lo e administrá-lo posteriormente com recurso ao Calma, por exemplo. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

Depois pode colocar aqui o modelo da bomba?

Swing Maxi Flex, da Medela. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

Em caso de já termos um esterilizador de biberões de microondas, podemos usar?

Pode utilizar o esterilizador que tem com os artigos da Medela, são compatíveis. No entanto, se se deslocar por motivo de férias, por exemplo, será muito mais prático utilizar os sacos para esterilização em microondas Quick Clean, da Medela. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

Quanto tempo antes devemos começar a extrair o leite antes de começarmos a trabalhar?

Por norma 1 mês antes de regressar ao trabalho, no entanto se for tendo leite extra antes, pode começar a extraí-lo e armazenar logo nessa altura. Saiba mais aqui.

- Respondido por Medela

Qual a melhor marca de leite para o recém nascido?

A melhor marca de leite é sem dúvida o leite materno. Existem várias marcas de leite adaptado. Se necessário na altura será informada qual leite adaptado se adequa melhor ao seu bebé.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Recomenda algum cuidado no período de gestação para preparação da amamentação?

Não há grandes cuidados a ter com as mamas. Boa higiene e sutiã que deixe as mamas confortáveis.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

A levedura de cevada (comprimidos) ajuda na produção de leite?

Não há evidências que nos diga que possa de alguma forma aumentar a produção de leite materno.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Tive uma mastiste na mama esquerda na primeira gravidez, não sei se é porque a mama ficou muito ferida, agora nesta gravidez tenho o mamilo a gretar, é normal?

É fundamental manter sempre o mamilo e aréola bem secos e o bebé fazer uma pega correta. É logo meio caminho para não aparecer as fissuras. Lavar a aréola e mamilo só com água para não retirar a camada lipídica protectora também ajuda.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

O bebé ainda não nasceu, estou de 23 semanas, mas tenho o mamilo esquerdo com pequenas fissuaras e dói-me.

Quando acontece uma gravidez o mamilo torna-se mais sensível por isso não é anormal que possa doer. Aconselho um sutiã de algodão e que deixe a mama e mamilo confortáveis. Se por acaso já sair algum liquido do mamílo (pré-colostro) espalhar um pouco sobre a aréola e o mamilo e deixar secar muito bem. É o melhor protector. Se não um creme à base de lanolina também pode ajudar.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​E que se faz para as fissuras/gretas?

Após o bebé mamar retirar uma gotinha de leite e espalhar bem sobre a aréola e mamilo e deixar secar muito bem. Cria-se uma camada brilhante e é este o melhor protector. Além de mamas sempre muito bem secas e correta pega do bebé.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Como é que sei que a mama está vazia?

Inicialmente é um pouco difícil de se aperceber mas à medida que vai conhecendo o bebé e o seu corpo, vai-se apercebendo. Se sair em esguicho ainda tem leite, se sair a escorrer pela mama em princípio já está vazia.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Existe algum conselho especial para quem tem implantes de silicone?

Em princípio os implantes de silicone não interferem com a amamentação mas tem que ser avaliado caso a caso. Fale com a sua equipa de obstetrícia. Em princípio não está afectada a lactogénese. A formação de leite.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Devemos oferecer sempre a segunda mama?

Só se o bebé precisar. Normalmente nos primeiros dias o bebé vai necessitar das duas mamas mas à medida que a quantidade de leite vai aumentando por vezes uma só mama é necessária. Mas é o bebé que diz a quantidade de leite que necessita.

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​A quantidade de água a ingerir depende de pessoa para pessoa?

Sim, cada pessoa é uma pessoa com as suas particularidades e deve, por isso, adaptar a quantidade de água a ingerir ao longo do dia. No caso das grávidas e mães que amamentam, a recomendação é de um consumo mínimo entre os 1.5L e os 2L de água. Não se prevê a necessidade de mais a menos que, é claro, sinta sede. De qualquer forma, esta como qualquer outra questão deve ser sempre validada pelo médico que a acompanha e melhor conhece as suas particularidades.

- Respondido por Vimeiro

No início é útil usar as almofadas de amamentação?

Pode ser útil sim, para apoiar o posicionamento da mulher e do bebé durante a mamada. ​Eu gosto particularmente das almofadas de amamentação grandes e que se moldam (as pequenas e rígidas não são tão versáteis)

- Respondido por Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Deve-se usar alguma manta ou colcha para manter o bebé quentinho durante a noite?

Deve usar-se uma manta que deve estar bem presa na região inferior do berço, por baixo do colchão. A manta deve ser estendida até à altura da axila do bebé, de forma a não ser possível tapar a cabeça do bebé. Uma opção que eu recomendo é a utilização de sacos de dormir, adaptados à idade e tamanho do bebé. Neste caso, basta colocar o bebé dentro do saco de dormir e não é necessário cobrir com mais nenhum lençol ou manta. De relembrar que o bebé não deve estar demasiado aquecido durante a noite. Se o bebé suar durante a noite, será necessário diminuir a quantidade de roupa nas noite seguintes.

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

É aconselhável inclinar um pouco o berço para o bebé dormir?

Não é absolutamente necessário inclinar o berço, no entanto, eu recomendo que, nos primeiros meses de vida, o berço posso ter uma inclinação muito ligeira. No caso de ser um bebé que bolsa muita, será mesmo necessário colocar o berço com uma inclinação aproximada de 30o.

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

Até que idade é aconselhável inclinar um pouco o colchão?

No caso de um bebé sem qualquer problema, os primeiros 3 meses será suficiente. No entanto, não é obrigatório inclinar o berço no caso do bebé não ter qualquer problema.
No caso de um bebé que bolsa muita, esta inclinação será prolongada até este problema estar resolvido.

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

É melhor usar um lençol para tapar o bebé ou enrolá-lo numa mantinha?

Nos primeiros dias de vida, o bebé pode ficar mais calmo se for enrolado (o chamado swaddle). Posteriormente, à medida que o bebé fica mais ativo, já não é uma opção válida, sendo necessário cobrir apenas com uma manta ou colocar o bebé num saco de dormir (ver resposta 1).

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

Que roupinhas são aconselháveis para o bebé dormir?

No primeiro mês de vida, e assumindo que o quarto está com uma temperatura aproximada de 20oC, será necessário colocar uma camada de roupa interior (body e calça) + babygrow. Com esta roupa, basta tapar com uma manta fina ou colocar o bebé num saco de dormir.
Depois do mês de vida, e dependendo da temperatura ambiente e da resposta do bebé em termos de suor, será necessário tirar uma camada de roupa, ficando apenas com interior ou babygrow.

- Respondido por Prof. Doutor Manuel Magalhães, Pediatra

O bebé toma banho assim que nasce ?

O primeiro banho do/a recém-nascido/a não deve acontecer antes de pelo menos 6 a 8h de vida, para se prevenir a perda de calor (salvo raras exceções onde pode ser necessário lavar a criança para diminuir tempo de contacto com o sangue materno presente na sua pele).

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Qual a temperatura da água mais indicada?

Recém-nascidos/as com idade gestacional ≥ 38 semanas, peso adequado para a idade gestacional podem tomar banho se Temperatura axilar 36,8º C. A frequência do banho total (corpo todo) não precisa de ir além de 1 a 2x por semana, optando-se por lavar diariamente e sempre que for necessário a face, mãos e genitais (banho parcial). A duração do banho deve ser inferior a 5 minutos. A temperatura da água deve ser entre os 36,5-37ºC, testada preferencialmente com um termómetro adequado.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Após a queda do cordão umbilical podemos lavar essa zona? À vontade, como o resto do corpo?

Os cuidados com o coto umbilical são mantê-lo limpo e seco, sem aplicar qualquer tipo de antisséptico/desinfetante ou rede/ligadura. Caso se suje, deverá ser limpo com água potável (Organização Mundial de Saúde, 2004) e novamente seco. Depois da "queda", enquanto houver cicatriz, deve ser sempre seca com a compressa limpa, até desaparecer.
MUITO IMPORTANTE: vigiar sinais inflamatórios em redor do coto - vermelho, cheiro fétido e sangramento - nesse ou nesses caso contactar centro de saúde.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

E limpeza do nariz? Pode-se usar aspirador elétrico no 1 mês? O que é preferível, usar o aspirador nasal ou as uni doses de soro?

Sobre a higiene nasal, sugeri a utilização de aspiradores nasais não mecânicos. Ainda assim, se se conseguir uma limpeza nasal eficaz apenas com a aplicação de soro fisiologico (em uma narina de cada vez), melhor.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Então essencialmente de produtos de higiene remete-se a um gel de pH neutro e compressas?

Produtos de higiene para recém-nascidos, até mesmo para a maternidade:

  • Produto de limpeza sem sabão e com ph neutro;
  • Pente; 
  • Lima de cartão;
  • Compressas para o coto umbilical (para casa, normalmente as maternidades têm-nas).
  • Para limpar os genitais (se adquirirem toalhitas, que sejam o mais naturais possível). Em alternativa, para casa, podem usar panos laváveis.
    Não é necessário aplicar creme nos genitais e "rabinho" do bebé após o banho. Ao longo do dia, basta limpar com compressa/pano humedecido a zona e secar de seguida. Cremes em excesso mantêm a região húmida e susceptível a ficar ruborizada e macerada. Só se devem aplicar cremes (vitamina A) se houver já um rubor (vermelhidão) instalado, em pequenas doses (para não manter ambiente húmido).
  • Toalha de banho (preferencialmente duas, uma vez que a do primeiro banho fica mais suja e necessita ser lavada)
- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Temos de usar álcool (nao me recordo da percentagem), no tratamento do cordão umbilical? E no caso de não dar o banho geral todos os dias, essa limpeza do coto umbilical deve ser feita com água na compressa?

O coto umbilical está num processo de mumificação, devendo apenas ser removidos produtos do mesmo. O objetivo é que esteja sempre sequinho, devendo deste modo evitar molhar durante o banho, ou com qualquer compressa húmida. Recomenda-se que no final do banho se limpe/seque a pele circundante e o coto para que se mantenha seco. Não dando banho geral diário, removem-se quaisquer serosidades acumuladas na base do coto (isto pode acontecer em qualquer hora do dia, sempre que se verifique que está húmido).

Ainda assim, se por acidente, houver um xixi que molhe o coto, pode limpar-se com compressa húmida (molhada com água corrente) , mas secando de seguida, o melhor possível.

Não é recomendado o uso de soluções desinfetantes num coto cujo processo de mumificação esteja a decorrer dentro da normalidade, sendo apenas recomendado - como já referido - secar quando húmido/ remoção de alguma serosidade que acumule. Neste sentido, qualquer sinal de que algo possa estar menos bem deve ser comunicado/mostrado a um/uma profissional de saúde."

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Quando falamos em banho parcial, basta usar água corrente ou aquela água lavante dos produtos de higiene do bebé?

Água corrente.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Na limpeza do nariz, não é perigoso se ele engolir as secreções?

Não é perigoso não. Aliás, será normal que ela engula algumas secreções, mesmo que não limpe o nariz!

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Temos usar compressas esterilizadas para fazer a limpeza do nariz?

As compressas, em casa, têm de ser limpas, mas não necessitam de ser esterilizadas.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Não há risco de ele aspirar as secreções do nariz para os pulmões?

O soro fisiológico é seguro! Não deve fazer esta limpeza com água, apenas com soro fisiológico - nesse caso é seguro!

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Para essas banheiras compridas existe suportes para recém-nascidos, acha oportuno usar ou simplesmente como está demonstrar no vídeo é melhor?

O que é essencial é que a banheira esteja estável e a uma altura que seja ergonómica para si.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Para fazer a higiene genital devemos usar a água lavante?

​Para fazer a higiene genital, lavar sempre da frente para trás - idealmente antes de o colocar no banho, com água corrente e gel lavante próprio para bebé. ​Fica melhor a limpeza com água corrente e produto lavante (o mesmo que lava o resto do corpo e o cabelo), do que com outros produtos ou toalhetes.

Ainda assim, se por acidente, houver um xixi que molhe o coto, pode limpar-se com compressa húmida (molhada com água corrente) , mas secando de seguida, o melhor possível.

Não é recomendado o uso de soluções desinfetantes num coto cujo processo de mumificação esteja a decorrer dentro da normalidade, sendo apenas recomendado - como já referido - secar quando húmido/ remoção de alguma serosidade que acumule. Neste sentido, qualquer sinal de que algo possa estar menos bem deve ser comunicado/mostrado a um/uma profissional de saúde.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Podemos lavar o nariz a partir de que altura?

Devemos lavar o nariz apenas quando tem secreções (pingo, ou ranho...) - e podemos fazê-lo logo desde que nasce.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

E se tivermos impressão que o nariz está entupido? Não devemos mexer?

​Se o nariz está entupido, fazemos da mesma forma que referi no vídeo, mas podemos ter de utilizar na narina de baixo um aspirador nasal (gosto particularmente dos de boca.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Que tipo de pente/escova recomenda?

Não recomendo nenhum pente e/ou escova em particular. Tenham apenas atenção que o pente deve ter os "dentes" arredondados, para não magoar o couro cabeludo do/a bebé.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Posso usar compressas em vez de toalhitas?

Utiliza compressas e/ou toalhitas conforme entender, sabendo que as compressas embebidas em água tépida (que pode ser da torneira), acabam por ser muito mais saudáveis. O que costumo sugerir é que em termos de viagens ou quando vão para espaços que não faciliem o uso das compressas, utilizem as toalhitas.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Devemos usar alguma esponja ou lavamos o bebé só com a mão?

Sugiro que lavem os/as vossos/as bebés com a mão. Para eles e/ou elas, nos primeiros meses, o toque é fundamental, é estruturante.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Como fazer a higiene num menino? Qual a posição da pilinha na fralda, para cima ou para baixo?

Na higiene do menino, procure lavar as zonas dos genitais e anal, da parte mais limpa para a mais suja. Quando coloca a fralda, se conseguir que a pilinha fique bem enquadrada dentro da fralda, tanto melhor para evitar toda a roupa molhada. Agora não apertem demasiado a fralda, que não permita um adequado posicionamento do membro.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Em vez de fazer a cama à espanhola poderemos colocá-lo num ninho?

Relativamente ao ninho, podem ser utilizados desde que as laterais sejam baixinhas, tendem a condicionar o movimento, mas não criam um ambiente onde o ar não é renovado. Ainda assim, convém salientar que o risco de rolos ou algum tipo de objeto destes é o bebé encostar a cara e não conseguir respirar bem. Portanto, eu sugiro os ninhos para quando houver vigilância, designadamente durante o dia. Para a noite, “cama à espanhola”.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

O que é uma cama à espanhola?

Não é mais do que a cama feita apenas com um lençol. Neste sentido, dividindo o lençol em dois, uma das metades fica na parte superior do colchão, onde deitamos a cabeça. O bocadinho de lençol que prenderíamos à parte inferior do colchão, não prende. Dobra-se e cobre o bebé. Deste modo cria-se uma espécie de saco que impede que a criança escorregue “berço abaixo”. Não devem esquecer que ao deitar a criança devem aconchegar e prender as laterais do lençol ao colchão.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Essas banheiras Shantala são mais recomendadas que as normais? A vantagem é apenas conforto?

Sobre a banheira em forma de balde, penso que são importantes para fazer o bebé “sentir-se em casa”, condiciona o movimento , coloca-o/a numa posição de conforto, não sentem frio (porque estão dentro da água quentinha!... ) No fundo, recorda-lhes o ambiente em que passaram os 9meses. São os pais e mães que decidem o que adquirir.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Tenho uma menina de 8 mesinhos e estou grávida de gémeos... É benéfico estarem todos no mesmo quarto, ou os pequenos podem perturbar o sono da mais velha?

Normalmente os bebés devem permanecer no quarto dos papás até pelo menos aos 12 meses de idade, até eles próprios quererem sair. Existem várias estratégias que permitem manter a qualidade do sono com todos no mesmo quarto. Como por exemplo: colocar white noise para abafar barulhos, ou colocar um colchão no chão que permita a bebé estar confortável com acessibilidade aos pais. Caso veja que se torna impossível dormirem todos no mesmo quarto, existem algumas estratégias mais gentis para lidar com esta situação, as quais podem ser abordadas em consulta. Pode contactar-nos por telefone para agendar ou então adquirir diretamente no nosso site aqui

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Deve-se acordar o bebé para ele mamar?

Se o bebé estiver a evoluir normalmente a nível de peso, e não existir nenhuma condição médica, os bebés não deverão ser acordados, pelo que perturba o seu sono.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Nos primeiros meses aconselha o bebe a dormir junto da cama dos papas?

Os bebés deverão estar no quarto dos papás até pelo menos aos 12 meses de vida, e saírem quando eles próprios dão indicação. Quanto ao dormirem juntos na mesma cama, recomendamos, desde que com todas as normas de segurança cumpridas. Para mais informações consulte aqui o nosso artigo e vídeo.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

 ​Até que idade é que convem dormir com os pais?

Os bebés deverão estar no quarto dos papás até pelo menos aos 12 meses de vida, e saírem quando eles próprios dão indicação. Quanto ao dormirem juntos na mesma cama, recomendamos, desde que com todas as normas de segurança cumpridas. Para mais informações consulte aqui o nosso artigo e vídeo.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

 Qual a cor da luz de presença que pode ser usada no quarto do bebé?

A recomendação é que o ambiente seja todo escuro, de modo a promover a produção da hormona do sono (melatonina). No entanto quando estritamente necessário, a luz recomendada deve ser nos tons do pôr-do-sol, laranja e vermelho. Nunca cores como azul, verde etc que excitam o cérebro e não permitem o descanso total. Para mais informações consulte aqui o nosso vídeo sobre mitos do sono.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

O método de embrulho é o aconselhado para as sestas do bebé recém nascido? Algum vídeo a explicar? Por aqui não há curso de preparação para o parto pelo que tudo o aprendido é por estes meios

O método do embrulho é aconselhado para bebés recém-nascidos até aos 3 meses de idade, desde que o bebé goste e com as devidas normas de segurança. Pode consultar a maneira de o fazer no nosso livro: “Socorro o meu bebé não dorme”, que também a ajudará muito nesta preparação.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Devemos usar o swaddle durante a noite? porque há artigos que falam da questão da morte súbita

O método do embrulho é aconselhado para bebés recém-nascidos até aos 3 meses de idade, em todos os soninhos, desde que o bebé goste e com as devidas normas de segurança. Pode consultar a maneira de o fazer no nosso livro: “Socorro o meu bebé não dorme”, que também a ajudará muito nesta preparação.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Para o bebé dormir durante o dia também devemos manter o ambiente escuro? É mito quando nos dizem que só deve estar escuro à noite?

Sim é mesmo um mito. O bebé deverá dormir sempre nas mesmas condições ambientais, e o escurinho irá fazer com que o sono seja reparador e permita o seu melhor desenvolvimento. Devemos dar sempre o mesmo estímulo ao cérebro e não informações completamente diferentes. Para mais informações consulte aqui o nosso vídeo sobre mitos do sono. 

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

É aconselhada a utilização de uma base posicionadora do bebé, tipo a cosydream da babymoov ou outras?

Desde que as almofadas e ninhos cumpram as regras de segurança para o bebé, o mais importante é se o mesmo gosta ou não. Eles adoram sentir-se aconchegadinhos como estavam dentro da barriguinha da mamã, portanto algo que reduza o seu espaço, pode trazer algum conforto.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Aconselha o uso do ninho para dormir nos primeiros meses?

Nos primeiros meses de vida do bebé devemos tentar replicar as condições que tinha na barriga da mamã. Por isso, por norma, os bebés gostam do ninho. Sentem-se menos "soltos" e mais seguros.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

O berço onde o bebé dorme deve ter inclinação? E que tipo de roupa é que devemos colocar no berço?

A inclinação no berço, por norma, recomenda-se apenas a bebés com refluxo gastroesofágico. Quanto menos lençóis/cobertores no berço, melhor. Ao colocar algo, opte por algodão e materiais leves e tenha sempre em consideração a segurança do bebé.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Disseram-me para colocar um dicionário por baixo do colchão no berço, vale a pena?

A inclinação no berço, por norma, recomenda-se apenas a bebés com refluxo gastroesofágico. Quanto menos lençóis/cobertores no berço, melhor. Ao colocar algo, opte por algodão e materiais leves e tenha sempre em consideração a segurança do bebé.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

​Aconselha almofada doomoo supreme plus para dormir e prevenir as cólicas?

Desde que as almofadas e ninhos cumpram as regras de segurança para o bebé, o mais importante é se o mesmo gosta ou não. Eles adoram sentir-se aconchegadinhos como estavam dentro da barriguinha da mamã, portanto algo que reduza o seu espaço, pode trazer algum conforto.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Aconselha a utilização do ninho nos primeiros meses sim ou não?

Nos primeiros meses de vida do bebé devemos tentar replicar as condições que tinha na barriga da mamã. Por isso, por norma, os bebés gostam do ninho. Sentem-se menos "soltos" e mais seguros.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

O recém-nascido deverá dormir com almofada própria ou deverá dormir sem almofada?

Idealmente, o recém-nascido e os bebés devem dormir sem qualquer almofada.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

O que é o ninho? É o mesmo que o Moisés?

Não são a mesma coisa. O ninho oferece mais aconchego ao bebé, "abraça" o bebé, oferecendo-lhe um ambiente mais seguro. Ambos são adequados para os primeiros meses do bebé, mas as suas funções são diferentes.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Independentemente de o bebé, pelo menos nos primeiros meses, dormir no quarto dos papás, aconselha que momentos de descanso, por ex diurnos, seja feitos no seu quarto e no seu ambiente?

O cérebro do bebé necessita do mesmo tipo de estímulo e informação em todos os soninhos, sejam eles diurnos ou noturnos. Por isso aconselhamos a que as condições sejam sempre as mesmas, independentemente da hora do dia. Para mais informações consulte aqui o nosso vídeo sobre mitos do sono.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Em relação à sessão online acerca do sono do recém-nascido, os sacos de dormir para bebés também são aconselhados para recém-nascido em vez do método de embrulho? Qual será aconselhado (com mangas, sem mangas ou saco apenas com os braçinhos lá dentro)?

Ambos são aconselhados para o recém-nascido. Pode utilizar o saco desde que esteja atenta à segurança do bebé, isto é, é importante perceber se o saco não sobe, pois pode sufocar o bebé. Até aos 2 meses pode colocar o bebé no saco com os braços para dentro, a partir dos 2/3 meses com os braços de fora e a partir dos 4 meses não recomendamos a sua utilização.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

Recomenda a almofada supreme doomoo?

Desde que as almofadas e ninhos cumpram as regras de segurança para o bebé, o mais importante é se o mesmo gosta ou não. Eles adoram sentir-se aconchegadinhos como estavam dentro da barriguinha da mamã, portanto algo que reduza o seu espaço, pode trazer algum conforto.

- Respondido por Dr.ª Clementina Almeida, Psicóloga Pedriatrica - ForBabiesBrain

No estado purple devemos essencialmente dar mimo e massagens?

Nestes períodos PURPLE é fundamental mantermo-nos calmos, pois a nossa ansiedade é sentida pelo recém-nascido. Nem sempre é fácil gerir esta situação. O que por vezes acaba por resultar é o contacto pele com pele com o bebé coberto para que se mantenha quente. Se ainda assim o bebé não tranquilizar, pode verificar todos os motivos de choro, como a fome, a fralda suja, etc. Após acalmar o bebé, pode massajar o abdómen do recém-nascido com um pouco de óleo próprio para recém-nascido.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Vale a pena usar aquelas almofadas para cólicas? Se sim qual recomenda?

As almofadas são mais uma alternativa, pelo quente que fornece ao recém-nascido um conforto e alívio de dor. Relativamente ao indicar, é ao critério, mas penso que as de sementes são práticas e económicas. As almofadas artesanais devem ser à base de sementes que possam ir ao microondas por exemplo e naquelas pequenas feiras ou através das redes sociais podem encontrar à venda.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Pode se utilizar um saco de água quente para aliviar as cólicas?

No caso do saco de água quente, este sim desaconselho vivamente, pois poderá haver risco de queimadura no bebé.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

​Deve fazer-se a massagem para cólicas quando ele as tem, ou todos os dias, de forma a ajudar o trânsito intestinal?

O ideal será arranjar um ritual, por exemplo no final do banho, com o bebé com a parte de cima do body vestida e as meias, em ambiente aquecido, ter um pouco de óleo e massajar o abdómen sem período de choro. O óleo pode estar ligeiramente aquecido, permitindo que o bebé aceite melhor. O óleo a utilizar deve ser de prensa a frio e adequado a bebés. Idealmente, num bebé recém nascido não se devem misturar marcas dos produtos de higiene, pois poderá fazer reação alérgica e depois fica a dúvida a que marca reagiu. O óleo de amêndoas doces para mim é o mais adequado por ser o mais natural possível.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Aconselha o ninho Supreme Sleep Plus? Diz que é anti-cólicas

Não aconselho ninhos específicos, na verdade o marketing é imenso e nesta área já perceberam que é imenso. Aconselho-vos a ponderarem os vossos investimentos no essencial. Pois na verdade não sabem se o vosso bebé vai efetivamente sofrer de cólicas e depois nem se adaptam ao que compraram. Avaliem conforme as necessidades, porque hoje em dia obter as coisas é muito fácil. A mesma resposta se adequa ao biberão anti-cólicas.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Relativamente às cólicas, aconselha "banhos" na shantala?

Os banhos shantala funcionam da mesma forma que as almofadinhas. O que vos facultei são técnicas que pode resultar com o vosso bebé ou não, vão ter de o conhecer primeiro e ver o que nele melhor se adapta. Mas o banho quente já por si é relaxante, daí ser aconselhado no alívio das cólicas. Mas verifica-se que o sucesso destes banhos é fantástico.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Qual a opinião sobre os ninhos e sacos de dormir?

Devem informar-se sobre o risco para o síndrome de morte súbita, que recomenda que os lençois não devem ultrapassar a linha dos ombros, portanto desde que respeite todas as normas, não vejo inconviniente, será uma opção de escolhas.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Qual a percentagem de água das toalhitas?

As toalhitas Dodot Sensitive têm na sua composição 97% de água, para além de ter uma loção hidratante que recupera o PH natural da pele instantaneamente. E ainda, pode ser usada em bebés com pele atópica, está testada para este tipo de pele mais sensível.

- Respondido por Dodot

As toalhitas podem ser usadas logo no 1º dia ou é melhor algodão com água morna?

As toalhitas Sensitive estão testadas e são controladas com tanto rigor que podem ser usadas logo após o nascimento, o facto de não terem perfume e de estarem testadas para pele atópica e ainda, serem dotadas da loção que recupera o PH natural da pele, torna-as excelentes e com propriedades muito superiores ao uso apenas de água e compressa seca.
Este uso de água e compressa seca não nos dá esta garantia de recuperação de PH da pele que muitas vezes se torna essencial evitando assim lesões.

- Respondido por Dodot

É aconselhado usar a dodot sensitive até que idade?

Dodot Sensitive por ser usada em qualquer idade. Podemos começar desde o nascimento e continuar até que o bebé deixe de usar fraldas, porque neste momento a Dodot Sensitve dispõe do tamanho 0 até ao tamanho 6. A nível de toalhita pode também ser sempre usada ao longo do ciclo de vida do bebé desde que ele se adapte e a mamã também não há nenhum problema.

- Respondido por Dodot

Em relação ao tamanho das fraldas, quando o bebé nasce qual o tamanho ideal? Sei que depende do peso, correto?

Quando o bebé nasce podem haver duas opções: no caso de ser um bebé prematuro, no caso de serem gémeos, ou ainda no caso de ser um bebé de termo mas que seja mais magrinho e pese até 3,5 kg, o tamanho 0 ajusta-se melhor nos primeiros dias nestes casos.

No caso de ser um bebé de termo mas grande com quase 4kg ou mais deve ser usado o tamanho 1. Como o pack Dodot Sensite tamanho 0 só tem 24 unidades é adequado para levarem na mala da maternidade e dá para os dias de internamento e após este uso já conseguem perceber se terão de manter este tamanho mais tempo ou progredir.

- Respondido por Dodot

Em relaçao às dodot Pure qual é diferença?

Dodot Aqua Pure é uma toalhita igualmente boa para usar desde o nascimento. Não tem perfume tal como a Sensitive, mas a principal diferença é que esta Aqua Pure é mais húmida, 99% de água e 1% de conservantes de origem vegetal.
Tanto Sensitive como Aqua Pure estão testadas para usarem em recém-nascidos mesmo que tenham pele atópica.
A escolha entre uma e outra é apenas da mamã que poderá ter o seu gosto pessoal porque a nível de características e de qualidade estão com a gama premium Dodot em ambas.

- Respondido por Dodot

O tamanho 1 é para um bebé normal em termos de peso e que não é prematuro?

O tamanho 1 é para um bebé que nasça quase com 4kgs ou mais, porque bebés de termo que sejam mais magrinhos devem começar pelo tamanho 0, visto que, o tamanho 0 se ajusta melhor ao corpo e fixa melhor à coxa, e desta forma, evita que hajam fugas de fezes e de urina, proporcionando o máximo conforto para o bebé.

- Respondido por Dodot

Qual a diferença entre os toalhetes Dodot sensite e dodot aqua pure?

As toalhitas Sensitive são testadas e são controladas com muito rigor e podem ser usadas logo após o nascimento, o facto de não terem perfume e de estarem testadas para pele atópica e ainda, serem dotadas da loção que recupera o PH natural da pele, torna-as excelentes e com propriedades incríveis para a pele do bebé.
As Aqua Pure são toalhitas igualmente boas para usar desde o nascimento. Não tem perfume tal como a Sensitive, mas a principal diferença é que esta Aqua Pure é mais húmida, 99% de água e 1% de conservantes de origem vegetal.
Tanto Sensitive como Aqua Pure estão testadas para usarem em recém-nascidos mesmo que tenham pele atópica.
A escolha entre uma e outra é apenas da mamã que poderá ter o seu gosto pessoal porque a nível de características e de qualidade estão com a gama premium Dodot em ambas.

- Respondido por Dodot

 Não serão as Dodot aqua pure ainda mais inócuas para usar no recém nascido, relativamente às sensite?

Na verdade tanto as Sensitive como as Aqua Pure estão testadas e podem ser usadas desde que o bebé nasce. No entanto, se verificarmos os ingredientes de uma e de outra podemos sim considerar as Aqua Pure mais inócuas uma vez que têm menos ingredientes na sua constituição e por isso podemos considerar uma toalhita mais “natural”.
A sua constituição é à base de água 99% e apenas 1% de conservante de origem vegetal, e por isso não possuem a loção hidratante existente em Sensitive.

No entanto, volto a referir que tanto uma como outra tratam-se de gamas testadas para o recém-nascido sem risco de lesões. Este uso de água e compressa seca não nos dá esta garantia de recuperação de PH da pele que muitas vezes se torna essencial evitando assim lesões.

- Respondido por Dodot

Qual o tamanho para um bebé de termo grande que já tenha perto dos 4 kgs?

Na grande maioria para um bebé de termo que seja muito grande e perto dos 4kgs ou mais deve levar o tamanho 1, será o que melhor se ajusta. Se achar que mesmo estando perto dos 4 kgs a fralda tamanho 1 é grande pode tentar usar o tamanho 0, porque em alguns casos pode acontecer de o bebé ser pesado e ao mesmo tempo alto e isto significa que o peso está mais distribuído e pode ter um bebé com 4kgs e bastante alto que tenha a zona abdominal e as coxas magrinhas e o tamanho 0 ajustar-se melhor.

- Respondido por Dodot

O meu bebé estava na última ecografia com cerca de 1520 gramas e eu estava à duas semanas com 30 semanas e 2 dias. Agora com 32 semanas e 2 dias já deve estar mais gordinho. Não comprei fraldas tamanho 0 porque me aconselharam que seria melhor tamanho 1. Tenho 3 packs de 1 e 4 de tamanho 2. Gostaria de perguntar se 3 pacotes de 40 unidades dá para início, visto já ter também 4 pacotes de 2.

Primeiramente dizer-lhe que deve avaliar que tamanho levar para a maternidade após saber o peso do bebé na última ecografia, isto significa que, se o seu bebé for de termo, ou seja nasce dentro do tempo mas tem pouco peso, abaixo de 3kg ou 3,5kg o ideal é levar o pacote tamanho 0 que tem 24 unidades, ajusta-se melhor nos primeiros dias em que vai estar no internamento e evita fugas. Se na última ecografia lhe disserem que o bebé está muito grande e acima do percentil e vai nascer próximo dos 4kgs ou mais, então pode levar logo o tamanho 1. Em relação ao número de fraldas que precisa para a fase inicial vai depender de bebé para bebé, mas numa primeira fase o que está mais ou menos preconizado é que vai precisar de 6 a 8 fraldas por dia, porque o normal é que precise de trocar a fralda ao bebé em cada mamada. (Em 24h serão 8 mamadas se forem de 3h em 3h). Por isso, esses 3 pacotes de tamanho 1 poderão dar para 15 a 20 dias. É muito provável que precise de comprar mais de tamanho 1 porque o seu bebé vai permanecer neste tamanho até aos 5 a 5,5 kgs de peso, poderá ser 1 ou 2 meses neste tamanho, depende dos bebés.
Em relação ao tamanho 2 não precisa de adquirir mais neste momento porque ainda tem algum tempo até ele chegar a essa fase e depois poderá avaliar, nesta fase de tamanho 2 será até o seu bebé ter 8 a 9 kgs, pode estar neste tamanho também entre 2 a 3 meses, depende mais uma vez de bebé para bebé, isto é apenas no geral.

- Respondido por Dodot  

Então, por regra, não é necessário nenhum creme/tópico na muda da fralda? Falaram-me em usar óleo de amêndoas doces apenas na muda de fralda. Aconselha?

Na muda de fralda deve apenas considerar-se limpar e secar a pele. Num recém-nascido e/ou recém-nascida deve deixar-se que a pele se vá adaptando ao novo ambiente. Se se perceber que há uma zona mais ruborizada continuamente pode massajar-se com um creme vitaminado, bem como se se perceber que há desidratação da pele.

Pode usar-se óleo de amendoas doces. Não se deve é deixar a pele húmida.

- Respondido por Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Estas fraldas são amigas do ambiente?

A Dodot desenvolve fraldas há 50 anos exatamente com isto em mente: assegurar que o desempenho e o conforto andam de mãos dadas com a segurança.
No que diz respeito às preocupações ambientais também estão no nosso foco, e por isso ao longo dos anos a Dodot tem vindo a tornar-se cada vez mais uma marca amiga do ambiente. Sem prejudicar a sua qualidade temos melhorado o mais possível a esse nível.
Antes de se tornarem parte de uma fralda Dodot, todos os ingredientes são submetidos a uma rigorosa seleção.
Todos os ingredientes são dermatologicamente testados e cumprem rigorosamente com os critérios de avaliação do Comité Científico para a Segurança dos Consumidores da UE, SCCS/1564/15 relativo à utilização segura de substâncias. Temos materiais cada vez mais leves e menos plástico na sua constituição, o facto de serem mais leves e mais finas fazem com que a Dodot tenha conseguido reduzir as suas embalagens exteriores e por isso houve uma redução drástica no uso de plástico.
Na própria constituição das fraldas temos um Núcleo absorvente: Núcleo da tecnologia Dodot! Absorve a humidade e mantém-na afastada da pele do bebé para garantir que permaneça saudável e seca.
Conheça aqui a composição do núcleo absorvente das fraldas da Dodot.

- Respondido por Dodot

Para recém-nascido aconselha as dodot sensitive ou as nature?

Sim, a Dodot Sensitive está testada e dermatologicamente comprovada para poder ser usada desde o nascimento. ​Tanto Sensitive como AQUA Pure podem ser usadas desde o nascimento, ambas não têm perfume e podem ser usadas em pele atópica. ​Dodot sensitive é a melhor escolha para o recém nascido, em relação à toalhita pode ambém usar a Aqua pure 99% à base de água e também testada para poder ser usada desde o nascimentoEste uso de água e compressa seca não nos dá esta garantia de recuperação de PH da pele que muitas vezes se torna essencial evitando assim lesões.

- Respondido por Dodot

​Qual a diferença entre as sensitive e as plus sensitive?

Sensitive é sempre sensitive com estas características que estou a descrever existe sensitive plus que é extra e tem 25 % mais de ​capacidade de absorção e que os pais normalmente usam no período noturno para aguentar mais e ter mais capacidade para absorver.

- Respondido por Dodot

A linha azul desaparece caso passe algum tempo e fique seco? Ou fica sempre azul?

​A linha azul permanece até que se faça a muda da fralda. ​Assim que enche com urina a cor amarela passa a azul e a urina fica retida no núcleo

- Respondido por Dodot

​O pack zero é para que peso?

​Tamanho zero é para bebés gémeos ou prematuros os bebés de termo com peso inferior a 3,5kgs.

  • Com bebé grande tamanho 1.
  • Bebé a nascer com 4kg ou 4,5kgs temos de levar tamanho 1.
  • Todos os bebés que nascerem com menos de 3,5kgs fica mais bem ajustado se levarem tamanho zero.
- Respondido por Dodot

Têm produtos para pele atópica?

Temos sim! Os produtos da linha D’AVEIA Pediatria são especificamente desenvolvidos para o cuidado diário da pele delicada e sensível do seu bebé e da criança, desde os primeiros dias de vida, mesmo em situações pele atópica.
Permitem melhorar significativamente a qualidade de vida do bebé e da criança com pele atópica, mantendo a pele hidratada e restabelecendo as suas defesas naturais, evitando assim a ocorrência de surtos de Dermite Atópica (caracterizados por secura da pele, prurido/”comichão” e proliferação bacteriana), uma vez que são ricos em Ómega 3 e 6, com uma marcada ação hidratante e emoliente.
Em caso da ocorrência de surtos, os produtos da linha D’AVEIA Pediatria encontram-se igualmente indicados, uma vez que são ricos em antioxidantes, com uma importante ação calmante e anti-irritante, sendo capazes de diminuir a irritação e prurido (comichão) - sintomas característicos dos surtos de Dermite Atópica.
Os produtos D'AVEIA, ao longo dos seus 20 anos no mercado,  foram, desde sempre, aconselhados e prescritos por Médicos Dermatologistas e Pediatras em situações de Dermite Atópica.

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

Por ter perfume não pode ser mais propenso a provocar alergias?

Não!
Os produtos da linha D’AVEIA Pediatria possuem uma mistura de essências não alergizantes que não provocam qualquer alergia na pele sensível e delicada do bebé e da criança, mesmo em caso de pele atópica.
É importante sublinhar que os produtos D’AVEIA apresentam testes dermatológicos que comprovam a sua óptima tolerância cutânea, não provocando qualquer sensibilização ou reação alérgica, tendo inclusivamente testes em crianças com pele atópica.

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

A D'AVEIA tem produtos sem cheiro para os primeiros meses?

Têm sim e estão indicados desde os primeiros dias de vida.
Os produtos da linha D’AVEIA Pediatria possuem uma mistura de essências que não provocam qualquer alergia ou sensibilização na pele sensível e delicada do bebé e da criança, mesmo em caso de pele atópica, desde os primeiros dias de vida.

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

Existe algum modo de pudermos testar os produtos D'AVEIA  na pele do nosso bebé, antes de investirmos embalgens de produtos de grande tamanho?

Existe sim!
Caso queiram experimentar algum produto específico da linha D’AVEIA Pediatria pode enviar-nos o seu pedido através das nossas redes sociais D’AVEIA (Facebook ou Instagram) ou por email (marketing@dermoteca.com).

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

Como podemos obter amostra do produto?

Caso queiram experimentar algum produto específico da linha D’AVEIA Pediatria pode enviar-nos o seu pedido através das nossas redes sociais D’AVEIA (Facebook ou Instagram) ou por email (marketing@dermoteca.com).

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

Onde é que se vendem os produtos D'AVEIA?

Os produtos D’AVEIA estão à venda em Farmácias, Parafarmácias e na nossa loja online aqui

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

Para a muda da fralda a D'AVEIA tem algum creme específico?

Sim!
O Creme específico da linha D’AVEIA Pediatria para a muda da fralda é o D’AVEIA Creme Barreira Pediátrico, que, graças à sua composição com 10% de Óxido de Zinco, permite isolar e proteger a pele do bebé e da criança de agentes agressivos e tóxicos presentes nas fezes e na urina, ao mesmo tempo que confere uma importante ação cicatrizante e regeneradora à pele sensível e fragilizada do bebé e da criança.
Contudo, antes da aplicação de D’AVEIA Creme Barreira Pediátrico, é fundamental utilizar, na higiene quotidiana da muda da fralda, outro produto imprescindível no cuidado quotidiano da pele do bebé e da criança: o D’AVEIA Dermo-Óleo Pediátrico.
D’AVEIA Dermo-Óleo Pediátrico é um óleo de limpeza de origem vegetal com propriedades emolientes, calmantes e anti-irritantes, uma vez que é rico em Ómega 3, Ómega 6 e Antioxidantes.
A utilização quotidiana destes dois produtos da linha D’AVEIA Pediatria permite evitar o aparecimento da Dermite da Fralda, mantendo a pele do seu bebé hidratada, protegida e sem irritação ou vermelhidão cutânea.

D’AVEIA Creme Barreira Pediátrico deve ser utilizado em todas as mudas da fralda, quer para prevenir o aparecimento da Dermite da Fralda, quer em caso de Dermite da Fralda já instalada.

- Respondido por Farmacêutica D'AVEIA

 A Chupeta? Devemos usar sempre a mesma nos 0-6 meses ou devemos mudar de tamanho?

A chupeta deve ser adaptada à boca do bebé. Não pode ficar muito pequena para o bebé não se engasgar nem muito grande com o silicone de fora. Mas a tetina não deve aumentar o tamanho. Deve ser pequena e ortodontica!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Mesmo quando os dentinhos ainda não nasceram devemos limpar as gengivas ou não é necessário?

Até o bebé ter dentes devemos apenas remover a quantidade de leite em excesso quando fica estagnado na boca. Se não ficar leite em excesso enquanto o bebé não tiver dentes não precisamos de limpar!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Quando é que deve ser a primeira visita ao dentista ?

A primeira consulta deve ocorrer até ao primeiro ano de vida do bebé!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Como retiramos o excesso de leite?

Com compressa esterilizada ou com fralda humedecida em soro fisiológico ou água fervida

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

​E quando nascem os dentes limpamos como? Com uma compressa?

Assim que nasce o primeiro dentinho devemos lavar com escova de dentes e pasta com fluor. A pasta de dentes deve ter 1000 ppm de flúor e deve ser usada na quantidade de um grão de arroz cru!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

E a partir de quando devemos aumentar a quantidade de flúor?

Depende do risco de cárie do bebé. Mas se for risco reduzido de cárie aumentamos o fluor aos 6 anos para 1450 ppm.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Mas escovanos os dentinhos só com a pasta? E fica nos dentes? Porque o bebé não consegue bochechar com água e deitar fora. Não é muito cedo para um bebé?

Se colocarem a quantidade correta que é um grão de arroz cru não há problema para o bebé! Se o primeiro dente nascer antes do primeiro ano podem usar pasta de dentes, desde que na quantidade correta! Essa quantidade é mesmo muito reduzida e procurem uma pasta de dentes sem lauril sulfato de sódio

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Mas podemos dar assim o leite tão frio ao bebé para ele pôr na boca?

Podem e eles adoram esses gelados! Desde que existam sintomas do nascimento dos primeiros dentes!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

A primeira consulta deve ser após o nascimento dos primeiros dentes? Como há bebés que ao fim de um ano ainda não têm dentes...

Se o bebé completar um ano e ainda não tiver nascido o primeiro dente podem marcar a consulta, na mesma. Ou, se preferirem, podem esperar. O primeiro dente deve nascer até aos 14 meses!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Terá de ter nascido já algum dentinho ou não?

Não é necessário. Podem ir antes, sem ter nascido nenhum dente. Até podemos acalmar e perceber se eles estão a caminho!

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Para os primeiros 4 dentinhos a Dr.ª não aconselha dedeira? Iniciamos com a escova pediátrica no primeiro dentinho?

Sim. A dedeira pode ser muito boa para massajar a gengiva mas não remove tão bem a comidinha que fica nos dentes. Devem usar escova de dentes.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Há uns dedais para essa limpeza, podem ser usados?

O ideal é remover com toalhita própria ou com compressa porque as dedeiras podem remover as imunogloblinas do leite materno. ​Usem as dedeiras quando quiserem massajar as gengivas mais proximo da erupção dos primeiros dentes.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Com quantos meses devemos começar a fazer a estimulação da gengiva?

Mais próximo da erupção dos primeiros dentes a partir do quarto mês.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

​Que escovas utilizar?

Magic cup da NUk. ​Escova de dentes apenas a partir do primeiro dente, ​cabeça pequena, cerdas macias.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Após a lavagem com a escovinha não é suposto passar por água certo?

Não precisa! Se colocar a quantidade igual a um grão de arroz cru não terá qualquer problema.

- Respondido por Dr.ª Inês Guerra Pereira - Médica Dentista e autora do Blog Dente a Dente

Qual o grupo da cadeira?

É uma cadeira auto Gr0+, desde o nascimento até aos 12 anos aproximadamente. (40-75 cm)

- Respondido por Bebé Confort

O sentido inverso da marcha é obrigatório? As cadeiras têm alguma referência para que nos possamos ver que faz rf?

Há cadeiras que fazem os dois sentidos, permitindo girar para a frente. É obrigatório usar no sentido inverso ao da marcha até aos 15m. Por segurança quanto mais tempo usarem contra marcha mais seguro estará o vosso bebé.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

Posso transportar o bebé num carro comercial/de 2 lugares? Ou seja, no banco da frente?

O bebé tem que ser transportado no lugar atrás do passageiro. No caso de carros de dois lugares pode ser utilizado à frente, com o airbag desligado.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

As etiquetas que estão presentes nos ovinhos podemos descoser?

Essas etiquetas são obrigatórias nas cadeiras, porque dão informações muito importantes para a utilização das mesmas, com carros com airbags.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

No caso dos gémeos, o melhor é irem os dois atrás? Ou pode ir um no banco do pendura e outro no banco atrás do pendura?

O lugar da frente só pode ser utilizado quando o carro não tem outra opção, em carros de 5 lugares os bebés devem andar sempre atrás.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

Qual é a altura indicada para mudar o bebé do ovo para outra cadeira?

No caso das babycoques I-Size o limite será os 87 cm ou 13 Kg, aproximadamente 18 meses.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

Às vezes os bebés transpiram bastante nos ovos e nas cadeiras há alguma coisa que possamos colocar para diminuir isso?

Todas as cadeiras auto têm esferovites e esponjas para absorver os impactos o que aquece muito os bebés. Quando colocamos um bebé numa cadeira auto devemos retirar roupa ao bebé.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

​E o que podemos usar para diminuir esse aquecimento?

Existem alguns modelos que têm têxteis mais frescos, com tecidos de algodão que ajudam os bebés a não transpirarem tanto. Quando está mais calor podem usar a babycoque no automóvel e no carrinho de passeio o assento que fica mais fresco para eles. Ou optarem pelas forras de verão que praticamente todas as marcas têm.

- Respondido por Enf.ª Fátima Monteiro, Enfermeira Especialista em Saúde Materna e Obstétrica (Mimo Natura)

Onde se situa o Centro Bebé da Mamã?

O Bebé da Mamã situa-se em Alfragide (Avenida Quinta Grande, 46) e para já só estamos nesta zona mas com intenção de expandir para mais uma ou duas zona no país! 

- Respondido por Bebé da Mamã

​O Bebé da Mamã tem vários espaços pelo país ou só em Lisboa?

Fisicamente o Bebé da Mamã está só me Alfragide, mas já contamos com um vasto serviço de ofertas online. Contacte-nos!

- Respondido por Bebé da Mamã

Se aparecer estes sinais vamos ao posto de saúde ou às urgências do hospital?

Nas seguintes situações devem procurar observação médica urgente:

  • Se o bebé estiver prostrado (caidinho ou molinho demais, movimentando-se menos que o habitual);
  • Se estiver muito sonolento, com muita dificuldade em acordar;
  • Se apresentar uma convulsão, ou perda de consciência; Se tiver dificuldade para respirar, apresentar cansaço ou uma respiração muito acelerada;
  • Se não conseguir mamar; Se apresentar vómitos repetidos;
  • Se o umbigo apresentar sinais inflamatórios, com secreções purulentas e/ou mal-cheirosas ou sangue;
  • Se apresentar temperatura corporal (avaliada na axila) menor ou igual a 35,5°C ou superior ou igual a 37,5°C;
  • Se os olhos e a pele estiverem amarelos (icterícia); Se o cocó estiver muito claro (acolia fecal).

Em algumas destas situações não haverá dúvidas em recorrer a uma urgência hospitalar, nomeadamente no caso de uma convulsão, estado geral muito alterado, febre, vómitos repetidos e dificuldade respiratória. As restantes situações poderão ser observadas no Centro de Saúde, desde que tenha atendimento urgente.

Se for necessário, poderá será ser encaminhado posteriormente para uma urgência hospitalar.

Na dúvida, podem sempre ligar para a linha Saúde24 que vos dirá onde se devem dirigir.

- Respondido por Dr.ª Susana Nobre, Pediatra

 Qual o antipirético recomendado para recém-nascidos?

O antipirético a administrar deve ser o paracetamol (cujo nome comercial mais conhecido é o Ben-U-Ron).

- Respondido por Dr.ª Susana Nobre, Pediatra

​Como se administra correctamente o paracetamol num recém-nascido? E em relação à quantidade recomendada de acordo com o peso do bebé?

A via de administração do antipirético deve ser, preferencialmente, a via oral (xarope).
A dose de paracetamol a administrar é calculada de acordo com o peso do recém-nascido. A dose adequada é a seguinte: 10 a 15 mg/Kg/dose. A quantidade a administrar (em ml) tem de ser calculada de acordo com a concentração do xarope. A bula do medicamento costuma conter uma tabela com a quantidade correta a administrar, já calculada em função do peso.
As doses podem ser administradas com intervalos de 4-6 horas entre cada administração, não devendo exceder as 5 administrações por dia.
O antipirético deve ser administrado quando o recém-nascido tiver febre e não para "prevenir" a febre.

- Respondido por Dr.ª Susana Nobre, Pediatra

​Se não vale a pesar pesar o bebé de semana a semana, devemos pensar com que frequência?

A frequência com que se deve pesar um recém-nascido depende da sua condição. Poderá ser necessário pesá-lo mais regularmente caso o recém-nascido não esteja a aumentar de peso convenientemente, não tenha recuperado o peso com que nasceu aos 15 dias de vida, esteja doente ou haja dúvidas quanto à ingestão adequada de leite.

Um recém-nascido saudável, que esteja a aumentar bem de peso, poderá ser pesado na 2ª ou 3ª semanas de vida e posteriormente nas consultas de seguimento (1, 2, 4, 6 e 9 meses).

De qualquer modo, o acompanhamento da evolução do peso do recém-nascido deve ser feito pelo pediatra ou médico assistente para verificar se o ganho de peso é o adequado e programar a frequência com que deve ser pesado.

- Respondido por Dr.ª Susana Nobre, Pediatra

​A partir de que altura as grávidas devem procurar ta fisioterapia específica para o períneo?

Qualquer grávida deve procurar ajuda do fisioterapeuta a partir do primeiro trimestre de gestação.  Na Clizone, em Cantanhede, encontram este tipo de abordagem, bem como todo o apoio no que diz respeito à preparação para o nascimento.

- Respondido por Clizone